Principal líder indígena do Brasil, Raoni estava com sintomas de pneumonia
Divulgação
Principal líder indígena do Brasil, Raoni foi diagnosticado e está internado

O cacique Raoni Metuktire, da etnia kayapó e uma das principais lideranças indígenas do Brasil , recebeu alta hospitalar nesta sexta-feira (4) após ter sido internado no início da semana em um hospital de Sinop , no Mato Grosso , com a Covid-19 , doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2), e sintomas de pneumonia. A informação foi confirmado por uma publicação nas redes sociais.

"É com imensa alegria que informamos a alta hospitalar do Cacique Raoni! Agradecemos o carinho e as boas vibrações de todos vocês", publicou no Twitter o Instituto Raoni com a hashtag #ForçaRaoni.

Quando foi internado, na segunda-feira, o Instituto Raoni disse que o estado de saúde do cacique era bom e ele estava sem febre , respirando normalmente e sem ajuda de oxigênio.

Há cerca de um mês e meio, Raoni também passou uma internação por conta de uma anemia severa e hemorragia digestiva. À época ele apresentou sintomas de desidratação, úlceras gástricas e inflamação no cólon.

De acordo com o instituto que leva seu nome, o cacique também estava com sintomas de depressão depois da morte da sua esposa, que ocorreu no final de junho.

O chefe kayapó se tornou conhecido internacionalmente ao viajar o mundo em defesa da Amazônia e se tornou um símbolo da luta contra o desmatamento na região.

    Veja Também

      Mostrar mais