paciente recebe assistência de dois enfermeiros em UTI
Silvio Avila/ AFP
Veja dados sobre a pandemia no Brasil


Segundo novo levantamento do Ministério da Saúde divulgado nesta segunda-feira (14), o Brasil registrou 381 novas mortes causadas pela Covid-19 em 24 horas. O total agora é de 132.006. O crescimento é de 0,2 %. A taxa de letalidade é 3 %.


Já o número de casos confirmados do novo coronavírus (Sars-CoV-2) foi para 4.345.610. Desse total, 15.155 casos só de ontem para hoje. O crescimento é de 0,3 %.

A contagem de casos realizada pelas Secretarias Estaduais de Saúde inclui pessoas sintomáticas ou assintomáticas; ou seja, neste último caso são pessoas que foram ou estão infectadas, mas não apresentaram sintomas da doença.

Hoje, o site do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), usado pelo Portal iG para a divulgação de dados da Covid-19, estava em manutenção até o fechamento desta nota.

O levantamento do último domingo (13) registrou 415 óbitos e 14,7 mil de casos em 24 horas . Até então, o Brasil tinha 131.625 mortes e 4.330.455 pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

O ranking de número de mortes segue liderado pelo estado de São Paulo, que tem 32.642 óbitos causados pela Covid-19. O Rio de Janeiro continua em segundo lugar, com 17.003 mortes, seguido por Ceará (8.698), Pernambuco (7.888) e Pará (6.368).

Os estados que registram maior número de casos são: São Paulo (893.349), Bahia (283.235), Minas Gerais (253.997), Rio de Janeiro (242.810) e Ceará (227.799).




Levantamento independente

Segundo apuração realizada por veículos de comunicação junto das Secretarias Estaduais de Saúde, o número de óbitos registrados em 24 horas é de 454. O total seria de 132.117.

O número de casos, ainda segundo este levantamento, seria de 4.349.544, sendo que 19.392 foram registrados nas últimas 24 horas.

O levantamento foi feito por veículos de comunicação em parceria inédita. Participaram da apuração O Globo, Portal G1, Uol, Extra, Folha de S.Paulo e O Estado de S.Paulo.

    Veja Também

      Mostrar mais