CoronaVac
Agência Brasil
CoronaVac é desenvolvida pelo Instituto Butantan, que é ligado ao governo do estado de São Paulo

O governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), participou de reunião realizada nesta quarta-feira (16) entre os governadores e o Ministério da Saúde e disse que o governo federal vai assinar nesta semana um contrato de compra da CoronaVac , imunizante produzido pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica Sinovac Biotech. As informações são da colunista Bela Megale, do jornal O Globo .

A tratativa prevê a aquisição de 45 milhões de doses e vai ser firmada com o Butantan, que é ligado ao governo do estado de São Paulo, de João Doria (PSDB). O tucano é o principal adversário político do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para 2022.

"Pazuello nos garantiu que recebeu o contrato ontem e disse que o governo assina o contrato ainda nessa semana para aquisição de 45 milhões de doses. Elas serão entregues até março pelo Instituto Butantan", disse Barbalho após a reunião.

Segundo o governador do Pará, consta no contrato uma cláusula que exige que a totalidade da oferta produzida pelo Butantan seja direcionada para o  Plano Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde.

Barbalho ainda disse que o valor da dose da vacina deve ficar em torno de R$ 58. Procurado, o Butantan não se manifestou sobre o contrato e a cláusula de exclusividade.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários