Eduardo Pazuello
Najara Araújo/Câmara dos Deputados
Eduardo Pazuello se reuniu com ministros e com o presidente Jair Bolsonaro hoje à tarde

O Ministério da Saúde confirmou, nesta terça-feira (5), após reunião com Bolsonaro e os ministros Ernestro Araújo (Relações Exteriores) e Fábio Farias (Comunicações) , a importação de 2 milhões de doses da vacina contra Covid-19 produzida pela AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford. Os imunizantes, que chegarão da Índia, custarão aproximadamente R$ 60 milhões.

No encontro, a pasta também apresentou a Bolsonaro o status das tratativas com os diversos laboratórios produtores de vacina e informações sobre aquisição de seringas, agulhas e vacinas.

"Foram dadas também informações de casos confirmados da COVID-19 no Brasil em comparação com outros países, assim como óbitos causados por essa doença categorizados por regiões do território nacional, idade, presença de comorbidades e curvas epidemiológicas ao longo do período de 2020", disse o Ministério da Saúde, em nota.

Hoje pela manhã, o Itamaraty já havia confirmado o acordo e informado que  as doses começam a chegar ao Brasil ainda neste mês de janeiro. "Está confirmada a importação de 2 milhões de doses da vacina da AstraZeneca/Oxford produzidas na Índia, com data provável de entrega a partir de meados do corrente mês de janeiro", informou o ministério.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários