Leitos de UTI estão aumentando suas taxas de ocupação em todo o Brasil
Rogerio Santana/Governo do Rio de Janeiro
Leitos de UTI estão aumentando suas taxas de ocupação em todo o Brasil

O Brasil registrou novamente mais de mil mortes pela Covid-19 nas últimas 24h, de acordo com informações do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) desta sexta-feira (15). Sem os dados do Amazonas , que vive um cenário de desespero em meio à falta de oxigênio nos hospitais , os óbitos foram 1.038, totalizando 208.133 vidas perdidas desde o início da pandemia.

De acordo com o conselho, os novos casos confirmados de Covid-19 são 66.047, totalizando 8.390.341. A taxa de letalidade no Brasil está em 2,5%.

Os dados incluem pessoas sintomáticas e assintomáticas, o que significa dizer que, nesse último caso, são pacientes que foram ou estão infectadas, mas não apresentaram sintomas da doença.

Na quinta-feira (14), o número de óbitos era 207.095, enquanto o de pessoas com a doença era de 8.324.294.

Você viu?

São Paulo continua sendo o estado que tem mais mortes, com 49.600 das 208.133 ocorrências. Em segundo lugar vem o Rio de Janeiro, com 27.591.

No quadro de casos confirmados, São Paulo também lidera a lista. O estado tem 1.605.845 pessoas infectadas pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2). Em segundo lugar vem a Minas Gerais, com 628.966 vítimas de contaminação, sendo seguido por Santa Catarina (537.036), Bahia (528.539) e Rio Grande do Sul (500.792).

O estado menos afetado é o Acre, que tem registro de 835 mortes e soma 44.156 casos confirmados de contaminações pelo novo coronavírus desde o início da pandemia.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários