Vacina da Rússia envasada
Divulgação/Sputnik Vaccine
A eficácia da vacina Sputnik V é de 91,4%, segundo a Rússia.

A vacina Sputnik V , da Rússia, teve seu pedido de uso emergencial enviado à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nesta sexta-feira (15). A informação é da CNN Brasil .

A solicitação foi feita pelo Fundo de Investimento da Rússia, que coordena o desenvolvimento do imunizante, e a União Química, farmacêutica responsável pela produção da vacina no Brasil.

O argumento é que a vacina está sendo usada em outros países e que teve uso aprovado. Diante desse cenário, segundo o fundo e a farmacêutica, não faria sentido a Anvisa recusar o uso emergencial.

Procurada pelo iG , a agência reguladora disse que, "para o pedido de uso emergencial, a vacina precisa estar em estudo de fase 3 no país".

"As empresas que desenvolvem a Sputnik entraram com pedido de anuência de estudo no Brasil. O processo ainda está em andamento e a Anvisa aguarda complementação de informações para encerrar a análise", diz nota enviada pelo órgão.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários