Edson Aparecido, secretário municipal da Saúde
Reprodução Twitter
Edson Aparecido, secretário municipal da Saúde

O primeiro cronograma estadual de vacinação apresentado por João Doria (PSDB) está suspenso e será modificado devido à compra de todas as doses pelo Ministério da Saúde. Com as mudanças,  somente idosos em instituições de longa permanência, como asilos, devem ser vacinados na primeira fase do plano de imunização.

O secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, alertou na manhã desta terça-feira (19) que idosos ainda não devem procurar postos de vacinação.

"Vamos distribuir (vacinas) para as redes públicas, municipal e estadual, e privada. Esses profissionais de saúde deverão ser vacinados no seu local de trabalho. E vamos priorizar neste primeiro momento os médicos e enfermeiros que estão na linha de frente. E também aqueles que trabalham no resgate do Samu. Nesse primeiro momento, com essa quantidade, vamos priorizar esse universo de profissionais de saúde, idosos em instituições e os quase 1.800 indígenas que temos no município", disse Edson Aparecido à TV Globo.

Segundo o secretário, a cidade já tem a logística preparada para iniciar a vacinação nos idosos em geral futuramente, mas só após o recebimento de mais doses — o Butantan solicitou autorização emergencial para uso de mais 4,8 milhões de doses.

"Quando nós recebermos novas etapas da vacina e a orientação do Ministério da Saúde e da Secretaria estadual, vamos passar a convocar os idosos acima de 75 anos e aí paulatinamente. Temos referência desses idosos no município e vamos fazer campanhas de comunicação, no momento adequado, para informar essas pessoas", prometeu Edson.

    Leia tudo sobre:

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários