Vacina CoronaVac
Divulgação/Instituto Butantan
Vacina CoronaVac

O governo de São Paulo negocia com a China a liberação de 11 mil litros de IFA (ingrediente farmacêutico ativo) para que a CoronaVac , vacina que combate o novo coronavírus (Sars-Cov-2), possa ser produzida no Brasil.

Segundo o secretário de saúde do estado, Jean Gorinchteyn, um representante do governo paulista já está em Pequim , capital chinesa, para tentar a antecipação da liberação do insumo, que precisa ser autorizada pelo governo.

A expectativa é que 11 mil litros sejam exportados. Essa quantidade significa 11 milhões de doses do imunizante, que atualmente, é o único que vem sendo usado no Plano Nacional de Vacinação.

Você viu?

Segundo o G1, já na semana que vem, 5,4 mil litros são esperados pelo governo estadual. 6 milhões de doses da vacina já começaram a ser distribuídos na última segunda-feira (18), e além delas, há outras 4,8 milhões de doses prontas no Instituto Butantan , que aguardam nova liberação de uso emergencial por parte da Agência Nacional de Vigilância Sanitária ( Anvisa ).

Nesta terça (19), o estado de São Paulo chegou a marca de 50 mil óbitos em decorrência da Covid-19 em um momento que o país vive uma segunda onda de casos da doença, e vê na imunização uma arma para combater os alarmantes registros vistos desde o final de dezembro.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários