Marcos Rocha, governador de Rondônia
Divulgação
Marcos Rocha, governador de Rondônia

O governador de Rondônia , Marcos Rocha (PSL), anunciou na noite de sábado (23) que irá transferir para outros estados pacientes que estão na fila para serem atendidos por Covid-19 . Em colapso, o estado não tem mais vagas para atendimentos e pede também por mais médicos . As informações são do Uol.

"Temos equipes, mas tem uma profissão que faz grande falta: os médicos, aqueles que vão comandar essas equipes. Eu faço um apelo ao senhor doutor, a senhora doutor que, por favor, venha nos ajudar, ajudar os rondonienses porque nós temos os leitos, mas está faltando o senhor e a senhora para ajudar os demais integrantes da equipe de saúde", disse Rocha em pronunciamento.

De acordo com o governado, um contato feito no sábado com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello , garantiu que o governo federal irá fazer a transferência dos pacientes para hospitais federais de outros estados, ajudando a desafogar a rede de saúde de Rondônia. No sábado, 543 pessoas estavam internadas por Covid-19 no estado.

O colapso do sistema de saúde de Rondônia se deu por um aumento expressivo no número de casos de Covid-19 , que mais que quintuplicou em três semanas. Além de pedir por mais médicos e organizar a transferência de pacientes para outros estados, o governador também fez um apelo à população.

"Eu tive essa doença, sei como ela é ruim. Eu perdi amigos, perdi ontem, inclusive, um grande amigo. Não podemos permitir que essa doença se amplie. Então, rondonienses, vamos manter a união de nao disseminarmos esse vírus maldito que tem dilacerado famílias. Esse vírus não escolhe rico ou pobre; homem ou mulher; preto ou branco", declarou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários