Após polêmicas, Agência Europeia libera uso de vacina da AstraZeneca
Agência Brasil/ Tânia Rêgo
Após polêmicas, Agência Europeia libera uso de vacina da AstraZeneca

A Agência Europeia de Medicamentos liberou, nesta quinta-feira (18), o uso da vacina da Oxford/AstraZeneca, depois que mais de 15 países interromperam a aplicação das doses por suspeita de efeitos colaterais graves. "Essa é uma vacina segura e eficaz", garantiu a entidade.

Entretanto, a agência indicou que não conseguiu concluir ainda se existe ou não um elo entre o imunizante e os casos de trombose, identificados em algumas pessoas imunizadas. A sugestão da agência é de que haja uma mensagem de alerta sobre o potencial risco.

De acordo com a agência reguladora, a taxa de casos de trombose é inferior à média da população. "Ainda não podemos concluir que não existem elos", disse a entidade. A agência insiste que são alguns poucos casos identificados, cerca de 18 entre mais de 20 milhões pessoas vacinadas.

A partir de agora, o público e médicos serão informados dos riscos e alertas serão feitos para que qualquer sintoma seja tratado de maneira preventiva.

O imunizante passou a ser alvo de uma polêmica depois que diversos países europeus optaram por suspender o uso das doses de forma provisória. A decisão, que envolveu Itália, Alemanha e França, gerou incerteza em muitos dos centros de vacinação pela Europa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários