Municípios alegam falta de doses da Coronavac
Divulgação
Municípios alegam falta de doses da Coronavac

Com vacinas em falta, pelo menos 10 cidades do estado de São Paulo suspenderam a aplicação da 2ª dose da CoronaVac, imunizante produzido pelo Instituto Butantan. O levantamento foi feito pela "Globonews".

De acordo com as prefeituras, o desfalque nos estoques da vacina acontecem devido ao envio em menor quantidade por parte do governo estadual.

Em nota, a Secretaria Estadual da Saúde afirma que envia quantidades iguais para primeira e segunda dose da vacinação do público-alvo, e que cabe aos municípios a gestão da aplicação dos imunizantes.

"O Governo de São Paulo encaminha as remessas de primeira e segunda dose da vacina contra a Covid-19 considerando as estatísticas populacionais de cada faixa previstas pelo Ministério da Saúde, com quantitativos idênticos em ambas as entregas para que seja concluída a imunização das pessoas. Todas as grades de vacinas são enviadas a cada local em tempo oportuno. Cabe às Prefeituras utilizar as vacinas de acordo com os critérios técnicos e públicos, ou seja, devem respeitar as faixas etárias e/ou grupos estipulados bem como o intervalo de tempo de aplicação entre doses (até 28 dias para a vacina do Butantan e até 12 semanas para a da Fiocruz)" diz a nota.

Confira abaixo os municípios que suspenderam a aplicação da 2ª dose da CoronaVac

  • Cajamar
  • Juquitiba
  • São Lourenço da Serra
  • Região de Campinas
  • Águas de São Pedro
  • Águas de Lindóia
  • Morungaba
  • Sorocaba
  • Jacareí
  • Caçapava


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários