João Doria
Reprodução/Instagram
João Doria


No sábado (26), 6 mil litros de insumos para a fabricação da CoronaVac, do Butantan, chegarão em São Paulo. A informação foi dada pelo  governador João Doria nesta quarta-feira (23). Isso é o suficiente para a produção de 10 milhões de doses da vacina.

"A autorização já foi emitida pelo governo da China, o embarque já está preparado, os containers também. Estamos apenas aguardando a autorização para que o voo fretado, que neste momento se encontra em Bruxelas, capital da Bélgica, possa seguir até Pequim para o embarque destes 6 mil litros do IFA", afirmou Doria. A chegada dos insumos deve acontecer no aeroporto de Viracopos, em Campinas.


Você viu?

"É possível que em julho e agosto possamos receber 12 mil litros em cada mês. Com isso, nós recuperaremos o programa de adiantamento que anunciamos. Ou seja, podemos finalizar o contrato com o Ministério da Saúde ainda em agosto. Tínhamos a data limite em setembro, mas podemos fechar este contrato de 100 milhões de doses em agosto", disse o presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas.

"Daí já entraremos, imediatamente, no fornecimento de vacinas adicionais para o estado de São Paulo até o limite de 30 milhões", acrescentou Covas.

Assim que chegam, os insumos são levados à sede do Butantan, na cidade de São Paulo. A produção da vacina envolve processos de envase, rotulagem, embalagem e um rigoroso controle de qualidade antes do fornecimento das doses ao PNI (Programa Nacional de Imunizações) do Ministério da Saúde. Todo este processo faz com que o prazo de entrega das vacinas seja em torno de 15 a 20 dias.

A partir de dezembro, o Butantan deverá produzir a matéria-prima da vacina contra a Covid-19 em uma nova fábrica em São Paulo, informou o governo do estado. "A construção da unidade deve ser concluída em setembro, com capacidade para fabricação local de 100 milhões de doses do imunizante por ano".

Calendário de vacinação do estado de São Paulo

Nesta quarta, devem comparecer aos postos de vacinação pessoas com 49 anos. Até o dia 29 de junho, pessoas de 43 anos devem estar vacinadas. De 30 de junho a 14 de julho, pessoas de 40 a 42 anos; de 15 a 27 de julho, pessoas de 35 a 39 anos; de 30 de julho a 15 de agosto, pessoas de 30 a 34 anos; de 16 a 31 de agosto, pessoas de 25 a 29 anos e, de 1 a 15 de setembro, pessoas de 18 a 24 anos.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários