Covid-19
Reprodução/freepik
Covid-19


Uma máscara capaz de detectar o vírus da Covid-19 foi desenvolvida por engenheiros da Universidade Harvard e do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts). Segundo informações publicadas nesta segunda-feira (28) na revista Nature Biotechnology, o resultado sai em 90 minutos e a tecnologia tem a precisão semelhante a do PCR.

O resultado surge para o usuário de forma semelhante ao de um teste de gravidez de farmácia. Assim que estiver pronto para iniciar o teste, o paciente aciona um botão que libera água na máscara, o que ativa os biossenssores presentes nela e capazes de detectar o material genético do vírus.

Chamados de sensores liofilizados, ou desidratados, eles estão na parte interna da máscara de papel para detectar partículas do virus no hálito e respiração do usuário. Quando ativados pela água, eles interagem com sua molécula alvo, produzindo um sinal -- como a mudança na cor nas tiras de testes de gravidez.

O teste é tão sensível quando o PCR, mas tem a vantagem de ser mais rápido e barato, disse Peter Nguyen, do Wyss Institute for Biological Inspired Engineering de Harvard. "Essencialmente, reduzimos todo um laboratório de diagnóstico a um pequeno sensor que funciona com qualquer máscara facial e combina alta precisão com velocidade e baixo custo", afirmou o líder do estudo.

Patente e comercialização

O grupo de pesquisadores já entrou com o pedido de patente da tecnologia e querer que o produto seja desenvolvivo e vendido por empresas. "Já tivemos muito interesse de grupos externos que gostariam de usar os esforços de protótipo que temos e levá-los a um produto aprovado e comercializado", disse James Collins, professor de engenharia médica e ciência do MIT.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários