Pfizer anuncia entrega ao Brasil de 600 mil doses da vacina contra Covid-19
Reprodução/FreePic
Pfizer anuncia entrega ao Brasil de 600 mil doses da vacina contra Covid-19

A farmacêutica americana Pfizer anunciou, nesta terça-feira, que vai entregar ao Brasil mais 600,2 mil doses da vacina contra a Covid-19. A remessa, o 21º lote do imunizante enviado ao país pela empresa, está prevista para desembarcar no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), na noite de quarta-feira.

Na quinta-feira passada, a farmacêutica finalizou o envio de 2,4 milhões de doses na semana, totalizando, até agora, 15,5 milhões de vacinas da Pfizer/Biontech entregues ao Brasil, após acordo da empresa com o Ministério da Saúde.

Com a remessa desta semana, o total chega a 16,1 milhões das 200 milhões de doses do imunizante contratadas pelo governo federal. A companhia diz que vai cumprir o cronograma de entrega total até o final de 2021.

A remessa desta quarta é menor do que as entregues pela farmacêutica recentemente, quando foram enviadas, nas últimas quatro semanas, 2,4 milhões de vacinas em cada uma, sempre divididas em três voos. A assessoria da Pfizer afirmou que os maiores envios do mês serão realizados "na última quinzena".

Você viu?

No dia 20 de junho, a Pfizer enviou ao Brasil a primeira remessa de doses da vacina por meio do consórcio global Covax Facility. A entrega foi de 842 mil imunizantes.

A Pfizer utilizou o Aeroporto de Viracopos para todas as entregas ao Brasil até agora. A primeira remessa teve 1 milhão de doses e foi recebida pelo país em 29 de abril, em cerimônia que contou com a presença do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

A logística de entrega das doses ao governo federal conta com segurança da Polícia Federal. Equipes acompanham o desembarque em Viracopos e escoltam o transporte rodoviário das doses até o centro de distribuição do Ministério da Saúde, em Guarulhos (SP).

A vacina da Pfizer/BioNTech foi alvo de recusa e polêmicas dentro do governo federal. Ainda no ano passado, três ofertas formais para venda de 70 milhões de doses foram feitas pela empresa e ficaram sem resposta do Ministério da Saúde.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários