Vacina de Oxford e da farmacêutica AstraZeneca
Tânia Rêgo/Agência Brasil
Vacina de Oxford e da farmacêutica AstraZeneca


As prefeituras de Duque de Caxias, Nova Iguaçu, Seropédica, Japeri e Itaboraí anunciaram que vão  antecipar a segunda dose da vacina AstraZeneca para oito semanas. O intervalo regular entre as duas aplicações é de 12 semanas. A medida ocorre depois que a Secretaria estadual de Saúde autorizou as prefeituras a reduzir o intervalo.

Em Duque de Caxias, a segunda dose antecipada da vacina AstraZeneca acontecerá entre os dias 14 e 17 de julho para todos que receberam a primeira dose até o dia 17 de maio. Japeri anunciou que a vacinação antecipada vai começar a partir desta quarta-feira, dia 14, para todos que receberam a primeira dose até o dia 17 de maio. É obrigatório apresentar o cartão de vacinação e documento de identificação.

A Secretaria municipal de Saúde de Nova Iguaçu e a Prefeitura de Itaboraí também vão realizar a antecipação da aplicação da segunda dose da AstraZeneca para oito semanas. Ambos os municípios estão finalizando os ajustes necessários no calendário de vacinação contra a Covid-19 para atender a nova permissão do Estado.

A redução do intervalo visa acelerar a imunização completa da população, em um momento em que o país já tem 16 casos confirmados da variante Delta, sendo três no Estado do Rio. Esta nova cepa é considerada mais transmissível. A decisão do Governo do Estado, no entanto, é apenas uma recomendação, já que cada prefeitura tem autonomia para definir as regras da sua campanha de imunização.

Você viu?

Os municípios do Rio de Janeiro, de Mesquita e de São Gonçalo informaram que não vão antecipar, até o momento, o intervalo de vacinação com este imunizante. Niterói e Belford Roxo estão estudando se vão alterar o cronograma com a antecipação.

Em Maricá e Tanguá, a vacinação vai permanecer como o programado. Ambas as secretarias de saúde afirmaram que não receberam ainda orientação para agir diferente por parte do Ministério da Saúde e vão continuar seguindo a bula da AstraZeneca e a orientação do Programa Nacional de Imunização (PNI), que seria a aplicação da segunda dose entre oito e 12 semanas.

Até o momento, Campos dos Goytacazes, Guapimirim, Itaguaí, Magé, Nilópolis, Paracambi, Queimados, São João do Meriti não se posicionaram a respeito da antecipação da segunda dose.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários