Margareth Dalcomo
Reprodução/CNN
Margareth Dalcomo


A pneumologista e pesquisadora da Fiocruz, Margareth Dalcomo, afirmou em entrevista à CNN, nesta quarta-feira (21), que todas as vacinas disponíveis no Brasil protegem contra a variante Delta da Covid-19. "O quanto elas protegem será determinado quanto mais formos estudando e fazendo vigilância genômica", afirmou Dalcomo.

"A ocorrência de variantes é esperado, sabemos disso. Não é muito surpreendente que a variante Delta tenha entrado no Brasil e que haja uma transmissão sustentada", explicou a pesquisadora, afirmando que, até o momento, conseguiram rastrear os casos e saber por onde eles entraram. 

Você viu?

Questionada se a chegada da variante ao Brasil seria um "balde de água fria" na vacinação, Dalcomo diz que não. "A nossa expectativa é de que as vacinas que estamos utilizando aqui protejam. Mas sabemos, por outro lado, que as vacinas perdem um pouco da sua capacidade de proteção quanto mais ocorrem variantes", explicou a pesquisadora.

"Sem dúvida nenhuma, e para a opinião pública ter segurança e tranquilidade, quanto mais vacinados nós estivermos, mais estamos protegidos contra as variantes que hoje circulam entre nós, seja a Gama ou a Delta".

"Esta detecção exige, em primeiro, que a gente estimule e invista em vigilância genômica, que façamos a genotipagem desses casos na maior proporção possível, lembrando que o Brasil ainda faz muito pouco isso", disse.

Além disso, a especialista disse que é preciso também investir na vacinação e que "a sociedade entenda que medidas de proteção individual e coletiva ainda são absolutamente importantes. O uso de máscaras adequadas, evitar aglomerações, fiscalização nos transportes coletivos ainda são muito importantes".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários