Grávidas receberão segunda dose da Pfizer em casa em São Paulo
Reprodução: ACidade ON
Grávidas receberão segunda dose da Pfizer em casa em São Paulo


A prefeitura de São Paulo anunciou nesta quinta-feira (22) que as 652  gestantes e puérperas que receberam a primeira dose da AstraZeneca na capital poderão receber o imunizante da Pfizer a partir da próxima segunda-feira (26). A novidade é que a vacinação destas mulheres será feita em domicílio por equipes da Secretaria Municipal da Saúde.

No início de julho, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) propôs a suspensão da aplicação de doses contra a Covid-19 da AstraZeneca e da Janssen em grávidas.  A recomendação se aplica porque esses imunizantes usam a tecnologia de vetor adenoviral. Por isso, estes grupos devem receber doses da Pfizer ou Coronavac.

Em nota, a prefeitura explica que a lista das gestantes e puérperas elegíveis será encaminhada para as respectivas UBSs (Unidades Básicas de Saúde). Nela constam o nome, data da primeira dose, imunizante recebido e data prevista para a segunda dose -- o intervalo de 84 dias entre as duas doses se mantém. Cada posto será responsável por contatar estas mulheres e realizar a vacinação na casa delas.

A partir de terça-feira (27), a cidade de São Paulo começa a vacinar as pessoas com 29 anos contra a Covid-19. Na quinta-feira (29) será a vez das pessoas com 28 anos.

As doses para a imunização desses novos grupos etários devem ser entregues pelo Governo do Estado ao município na sexta-feira (23), para que os postos de vacinação sejam abastecidos na segunda-feira (26).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários