Surto de Covid-19 deixa 4 mortos e 73 infectados em hospital de Porto Alegre
Reprodução: ACidade ON
Surto de Covid-19 deixa 4 mortos e 73 infectados em hospital de Porto Alegre

Um surto de Covid-19 atingiu o Hospital Nossa Senhora da Conceição, da rede pública de Porto Alegre (RS), causando quatro mortes. Ao todo, a instituição estima que, até a última quarta-feira (11), 73 pessoas foram infectadas, sendo 19 delas profissionais da casa, das áreas de higienização e da enfermaria.

Os pacientes mortos são dois homens, um de 84 anos e outro de 78 anos, e duas mulheres, uma com 58 anos e outra com 81 anos. Todos eles, informa o hospital, tinham comorbidades para o agravamento da Covid-19.

O óbito mais recente foi o da mulher de 84 anos, confirmado na quarta-feira. Ela tinha sido admitida na instituição com complicações de um acidente vascular cerebral (AVC) e pneumonia. Pelo menos dois deles tinham o esquema vacinal completo, com duas doses, e um incompleto, com apenas uma dose. Em relação ao quarto, as informações não foram divulgadas.

A hipótese mais provável avaliada pelo hospital é a de que uma pessoa infectada tenha realizado uma visita ao centro de saúde. Isso porque, entre 500 pacientes admitidos pela emergência recentemente, apenas um teve diagnóstico positivo para Covid-19. Por esse motivo, visitas aos pacientes não devem ser admitidas tão cedo.

"Alguém entrou no hospital com poucos sintomas ou sem sintomas e trouxe o vírus. Estávamos trabalhando com certa segurança, já que se tratava de um momento de regressão da pandemia. O número de casos baixava sensivelmente no dia a dia, todos respiravam aliviados. Mesmo assim, não mexemos em nenhum protocolo, a não ser a realização das visitas", diz Francisco Paz, diretor técnico do Grupo Hospitalar Conceição.

O hospital começou a detectar o surgimento de casos desse surto no dia 4 de agosto. O avanço de novos diagnósticos, porém, segue em ritmo acelerado mesmo ao longo desta semana. A título de comparação, entre terça e quarta-feira, os casos positivos deram um salto de 14 novos diagnósticos.

De acordo com o levantamento da instituição, da totalidade de casos, 11 tiveram alta, 16 estão em isolamento domiciliar, 31 estão em enfermarias, nove na UTI e outros dois, no caso dos profissionais de saúde, já voltaram ao trabalho. Dos profissionais infectados, apenas dois não tinham esquema vacinal completo.

"A situação é preocupante, estamos na tentativa de conter o surto. As visitas e cirurgias eletivas foram suspensas desde sexta-feira passada. Também reduzimos o fluxo de pacientes dentro do hospital, pausamos os exames que eram feitos em área de circulação interna e estamos reforçando o isolamento dos pacientes positivos. Há também um rastreamento nas áreas atingidas", diz Paz.

Você viu?

Variante Delta

Especialistas da instituição acreditam tratar-se de um surto da variante Delta, pela rapidez na disseminação. A mesma opinião é partilhada pela secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul, que informou que com base na “análise do sequenciamento parcial realizado em seus laboratórios, classifica a situação como surto por Covid-19, provavelmente devido a variante Delta do vírus”.

O sequenciamento das amostras, para detectar se o aumento de contágio foi realmente causado pela variante, ficará a cargo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). A instituição respondeu ao GLOBO que o resultado deverá ser enviado ao estado em até 15 dias.

Para o chefe do departamento de Infectologia na Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Botucatu, Alexandre Naime Barbosa, as visitas aos pacientes figuram, sim, como um ponto sensível para alta de contágio em hospitais e casas de repouso, sobretudo em um cenário onde há risco aumentado pela variante Delta.

"Não é possível ter visita a leito hospitalar se não houver prevenção. Se houve transmissão é porque as pessoas não utilizaram corretamente as máscaras e não respeitaram o distanciamento", aponta o especialista.

Naime explica que antes de adentrar ao sistema de saúde, a pessoa deveria responder uma série de questionamentos sobre sua saúde recente, relatando se passou por algum sintoma recente respiratório.

Outros focos

O Hospital das Clínicas de Porto Alegre, a 7 quilômetros do Conceição, também apresenta um surto de Covid-19 desde segunda-feira (9). De acordo com nota da instituição, a área administrativa foi a que sofreu com um aumento inesperado de casos. Até agora, oito profissionais testaram positivo para infecção pelo vírus

A instituição afirmou em nota que diversas medidas de contenção foram adotadas, como a recomendação de afastamento dos suspeitos, instituição do trabalho remoto para os trabalhadores com atividades não essenciais e intensificação do uso de equipamentos de proteção.

Um terceiro hospital, o Vila Nova, também em Porto Alegre, monitora um surto iniciado em 28 de julho. Até o momento, 47 pessoas testaram positivo, sendo 18 profissionais da instituição. Não há informações sobre desdobramentos com gravidade entre os doentes.

O surto ocorreu em uma ala do hospital com 60 leitos de baixa complexidade para tratamentos que não eram de Covid-19. O Vila Nova informou nesta quarta que está funcionando normalmente.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários