Antidepressivo pode reduzir internações por Covid-19
Reprodução: ACidade ON
Antidepressivo pode reduzir internações por Covid-19


Um  antidepressivo de baixo custo pode reduzir internações hospitalares de pacientes com Covid-19 em até 30%. A pesquisa preliminar com fluvoxamina foi feita no Brasil e envolveu 733 voluntários, dos quais metade recebeu o medicamento e metade tomou placebo.

O estudo feito pela Universidade Federal Fluminense (UFF), no Rio de Janeiro, em parceira com a Universidade McMaster, do Canadá, realizou o ensaio entre 20 de janeiro e 6 de agosto desse ano. Os pacientes foram monitorados durante 28 dias.

Entre os participantes da pesquisa, houve uma redução de 30% nas internações por Covid-19 em quem recebeu o antidepressivo em comparação com quem não tomou o medicamento. O estudo é parte da iniciativa TOGETHER, que testa novos tratamentos contra o vírus no mundo.

Antidepressivo contra a Covid-19

“Na avaliação dos resultados, nenhum dos participantes que recebeu a fluvoxamina apresentou piora do seu quadro clínico, ao passo que 6 dos 72 participantes que receberam o placebo (8,3%) tiveram piora”, dizem os resultados do estudo.

O programa testou oito drogas, incluindo hidroxicloroquina, metformina, kaletra e ivermectina, mas apenas o antidepressivo fluvoxamina teve um efeito positivo contra a Covid-19.

Você viu?

“Esta pílula barata e facilmente acessível é uma grande vantagem para a saúde pública, tanto no Canadá como internacionalmente, permitindo que os hospitais evitem tratamentos caros”, disse Ed Mills, da McMaster.

A fluvoxamina é usada desde a década de 1990 e seu uso é bastante conhecido. O medicamento é considerado de baixo custo. O estudo ainda precisa passar por revisões.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários