Coronavac teve lotes suspensos pela Anvisa
Crédito: SOPA Images/LightRocket via Getty Images
Coronavac teve lotes suspensos pela Anvisa



O governador João Doria afirmou hoje, em coletiva, que o estado não registrou nenhuma intercorrência relacionada às doses da Coronavac que faziam parte da relação de lotes suspensos pela Anvisa . Desde o anúncio da agência reguladora, o estado detectou que 4 milhões de doses já haviam sido distribuídos. 

"É uma mensagem tranquilizadora às pessoas que, como eu, tomaram a vacina do Butantan. A qualidade da vacina Coronavac é incontestável, a própria Anvisa já se pronunciou neste sentido. Aguardamos a liberação deste novo lote de vacinas para a aplicação na população", disse Doria.

Os cidadãos que receberam as doses, cuja qualidade foi devidamente validada pelo Governo Federal, devem ser observados por 30 dias, como medida preventiva de segurança. Cabe ressaltar que das 4 milhões,  224.737 não foram aplicadas, e apesar de terem sua qualidade garantida, devem ser reservados e armazenados pelas equipes municipais, guardando quarentena, conforme orientação da Anvisa. 

Você viu?

Secretário de Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, e o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, tranquilizaram a população sobre os imunizantes. Segundo Covas, "não há questionamentos no momento sobre a qualidade e segurança das vacinas". 

"Esses lotes foram produzidos na fabrica da Sinovac que produz todas as vacinas, submetido ao controle de qualidade, e todas as unidades são credenciadas pela Anvisa. O que ocorreu é que a Sinovac colocou em funcionamento várias linhas de envase. As vacinas são produzidas em um local e envasadas em outro. Esse lote foi envasado em uma das fábricas novas, que não havia sido visitado", disse Covas.

"Isso criou uma necessidade de acertar a certificação dessa nova unidade. Isso está sendo providenciado, a documentação providenciada, a Anvisa aguarda a chegada do documento da 'Anvisa chinesa', deve chegar ainda antes do final dessa semana. Do ponto de vista da qualidade e segurança, não existe dúvida. Foi atestada pelo laboratório de qualidade da Sinovac na china, que é referendado pela anvisa, testado pelo Butantan, que faz o controle de qualidade, e atestado pelo INCQS, que controla a qualidade de vacinas no Brasil. Não há questionamentos no momento sobre a qualidade e segurança das vacinas", completou.

Ainda sim, Gorinchteyn pediu para que as secretarias de saúde acompanhem os cidadãos que receberam parte das doses interditadas.

"A população pode ficar tranquila com relaçao à qualidade desse lote que foi suspenso, mantido em suspensão pela Anvisa. Todos os lotes passaram por um rígido controle de qualidade pelo Butantan e pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade (INCQS), vinculado à Fiocruz, para que pudesse ter sido distribuído para os municípios. De toda forma, orientamos os municípios que tem essas doses, para que estejam acompanhando o evolutivo dos pacientes nos próximos dias. E como disse o governador João Doria, nenhum dos pacientes que recebeu o imunizante apresentou qualquer reação mínima que fosse. Os dados adicionais foram encaminhados para a Anvisa, no sentido de dar celeridade ao processo de análise e liberação das doses."

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários