Resultados dos estudos serão apresentados nas próximas semanas
Reprodução: iG Minas Gerais
Resultados dos estudos serão apresentados nas próximas semanas

A BioNTech deve solicitar aprovação em todo o mundo para usar a  vacina contra Covid-19 em crianças de 5 anos nas próximas semanas. Os preparativos para o pedido já estão em andamento, segundo os dois principais executivos da empresa de biotecnologia.

"Já nas próximas semanas apresentaremos os resultados de nosso ensaio em crianças de 5 a 11 anos com reguladores em todo o mundo e solicitaremos a aprovação da vacina nesta faixa etária, também aqui na Europa", disse o médico diretor Oezlem Tuereci.

As declarações confiantes ressaltam a liderança que a BioNTech, que colabora com a Pfizer, mantém na corrida para obter ampla aprovação para vacinar crianças com menos de 12 anos nos países ocidentais.

A BioNTech disse que espera apresentar seu dossiê regulatório sobre crianças de cinco a 11 anos em setembro. A empresa também traçou planos para buscar aprovação em crianças de 6 meses a 2 anos no final deste ano.

Tuereci também disse que as etapas finais da produção estavam sendo ajustadas para engarrafar uma versão pediátrica e de dose mais baixa de sua vacina Comirnaty. Atualmente, o uso dela é aprovado para adultos e jovens com pelo menos 12 anos de idade.

Você viu?

Os dados brutos do teste estão sendo preparados para um processo regulatório e, segundo o presidente-executivo Ugur Sahin, “as coisas estão indo bem, tudo está indo de acordo com o planejado”.

A Moderna disse na quinta-feira que um teste do imunizante em crianças entre 6 e 11 anos já foi registrado e que estava trabalhando na melhor dosagem em outro estudo envolvendo bebês de apenas seis meses.

A China está à frente na redução do limite de idade de sua campanha de imunização. As autoridades de saúde do país aprovaram em junho o uso emergencial da vacina CoronaVac em crianças a partir dos três anos.

O Chile, que se baseou fortemente na injeção CoronaVac, aprovou neste mês o uso da vacina em crianças com mais de seis anos de idade.

O Ministério da Saúde de Israel disse em julho que crianças de apenas cinco anos podem tomar a injeção da Pfizer-BioNTech se sofrerem de condições que as tornam particularmente vulneráveis ​​ao vírus da Covid-19.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários