OMS recomendou o tratamento para casos leves
Reprodução: iG Minas Gerais
OMS recomendou o tratamento para casos leves

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou o uso combinado de dois  medicamentos com anticorpos monoclonais para o tratamento de casos não graves de covid-19 em que as pessoas com risco de hospitalização.

Apesar de eficiente, o tratamento com as substâncias casirivimab e imdevimab, produzidas pela norte-americana Regeneron, tem alto custo. A organização recomendou que a empresa facilite o acesso.

No ano passado, o então presidente dos Estados Unidos Donald Trump fez o uso dos medicamentos quando teve covid-19. Sem um plano de saúde, eles podem alcançar a cifra dos milhares de dólares.

Os anticorpos monoclonais também poderão ser utilizados no tratamento de casos graves e críticos da doença, mas segundo as diretrizes da OMS, apenas se o paciente não tiver anticorpos contra o vírus.

Até então, a OMS recomendava apenas dois medicamentos para o tratamento da covid-19, e ambos para casos graves ou críticos: corticosteroides como a dexametasona e antagonistas da interleucina-6. Para casos leves, os monoclonais são os primeiros.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários