Unidades ficam em regiões do estado onde a vacinação ultrapassou os 60%
Michelle Roberts - Editora de saúde, BBC News online
Unidades ficam em regiões do estado onde a vacinação ultrapassou os 60%

Quatro hospitais estaduais de referência para a Covid-19 em São Paulo não recebem pacientes com a doença há pelo menos uma semana, informou o governo do estado. As unidades estão localizadas nas regiões de Araraquara, Bauru, Baixada Santista e Grande São Paulo, onde o percentual da população totalmente imunizada passa dos 60%.

Segundo o levantamento divulgado pelo governo de São Paulo, as quatro regiões também têm baixos indicadores de ocupação de UTI e leitos clínicos.

Leia Também

O Hospital Estadual de Américo Brasiliense, na região de Araraquara, não registra internação de pacientes com coronavírus desde o dia 13 de outubro. A unidade já está atendendo outras patologias devido a queda na demanda pela doença. A taxa de ocupação de leitos é de 10,6% em UTI e 10,5% em enfermaria, os menores indicadores de entre as quatro áreas analisadas. Araraquara tem cerca de 707 mil moradores com esquema vacinal completo.

Outra unidade referência é o Hospital Estadual de Bauru, que também não recebe novos casos da doença desde 13 de outubro. No momento, há quatro pacientes internados na enfermaria e nenhum na UTI. A ocupação regional é de 17,1% em UTIs e 6,5% dos leitos clínicos. São mais de 1,2 milhão de pessoas integralmente imunizadas na região.

Na Baixada Santista, o Hospital Regional de Itanhaém está há 10 dias sem pacientes com Covid-19 internados. A região registra ocupação de 23,2% em UTI e 15,2% em enfermaria. Já há 1,1 milhão de pessoas no litoral Sul do estado totalmente vacinados.

Na Grande São Paulo, há três semanas não são internados novos casos da doença no Hospital Estadual Mário Covas. O serviço está localizado em Santo André e recebe pacientes por meio do referenciamento de unidades como UBSs e UPAs do Grande ABC, através da Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (Cross). Atualmente há quatro pacientes internados em enfermaria e três na UTI. A taxa de ocupação da região é de 31,6% e 36,1%, respectivamente, e ultrapassa 14,2 milhões de pessoas com proteção completa contra o coronavírus.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários