Os dois novos casos suspeitos da variante foram de viajantes que apresentaram sintomas respiratórios. Eles testaram negativo para a Covid-19, por isso foram descartados
tawatchai07 / Freepik
Os dois novos casos suspeitos da variante foram de viajantes que apresentaram sintomas respiratórios. Eles testaram negativo para a Covid-19, por isso foram descartados

O secretário municipal de Saúde do Rio, Daniel Soranz, informou nesta terça-feira que a cidade teve mais dois casos suspeitos da variante Ômicron, ambos já descartados. O primeiro foi identificado no fim de novembro e descartado no início deste mês. Até agora, o Rio não tem nenhum caso confirmado da nova cepa.

"Os dois novos casos suspeitos da variante foram de viajantes que apresentaram sintomas respiratórios. Eles testaram negativo para a Covid-19, por isso foram descartados", disse Soranz a jornalistas em agenda oficial na manhã desta terça.

Ele destaca ainda que o número de casos de Covid-19 na cidade é cada vez mais baixo.

"De cada 100 testes realizados, 0,4 são positivos para a Covid-19, 95 são positivos para a influenza A, subtipo H3N2, e mais ou menos 4 são positivos para vírus sincicial respiratório (VSR)", afirma o secretário.

Segundo Soranz, aproximadamente 29 mil pessoas foram diagnosticadas com influenza desde quando os primeiros surtos localizados da doença foram observados este ano, em meados de novembro. No entanto, diz ele, a epidemia de gripe parece ter parado de crescer nos últimos dias.

"Aparentemente o número de pessoas com gripe parou de aumentar, entramos numa estabilidade. E é claro que isso se deve à quantidade imensa de vacinas colocadas na rua. Batemos recorde de vacinação para influenza. Já são 2,5 milhões vacinadas para a influenza no Rio de Janeiro, o maior número da nossa história. Ainda temos 350 mil doses para serem aplicadas", afirma.

A reportagem solicitou à Secretaria municipal de Saúde (SMS) dados sobre casos confirmados de influenza no Rio nas últimas semanas, assim como de testes realizados, mas ainda não obteve resposta.

Leia Também

Segundo o painel Covid-19 da prefeitura, o  número de casos de síndrome gripal saltou 17% entre as semanas epidemiológicas 47 (21 a 27 de novembro) e 48 (28 de novembro a 4 de dezembro). Uma variação menor do que a observada no período anterior, entre as semanas 46 (14 a 20 de novembro) e 47, quando o número cresceu 60%. O indicador pode incluir quadros de gripe com outras causas além da influenza, como o VSR e o próprio SARS-Cov-2, bem como casos não confirmados de influenza.

Soranz diz que ainda aguarda um posicionamento do Ministério da Saúde sobre as 240 mil doses da vacina contra a influenza solicitadas em razão da epidemia.

"Nesse momento o ministério diz que está com o estoque zerado, mas o Instituto Butantan já informou que tem 3 milhões de doses disponíveis se o ministério solicitar.", finaliza. 

Festas de fim de ano

Com a temporada de comemorações de Natal e Ano Novo, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) elaborou uma segunda edição para sua cartilha de redução de riscos para festas e reuniões.

No documento, os pesquisadores do instituto reforçam que o principal cuidado é garantir que todos os presentes estejam vacinados. Adultos devem estar com o esquema vacinal completo. Quem estiver com a segunda dose atrasada deve tomá-la pelo menos 14 dias antes das comemorações. Pessoas de 12 anos ou mais também devem estar vacinadas com as duas doses.

Além da vacinação, a cartilha aborda outros aspectos da prevenção do contágio. Um dos cuidados sugeridos é limitar o número de pessoas de acordo com o espaço para evitar aglomerações. Outro é dar preferência a lugares abertos e bem ventilados, evitando o uso do ar-condicionado. Além disso, as toalhas de pano devem ser trocadas pelo papel nos banheiros (que não podem, aliás, ficar sem sabão), entre outras recomendações.

O documento também traz dicas para quem vai viajar, como o uso de máscaras PFF2 e a realização de um teste entre dois e três dias antes do embarque.  Leia a cartilha na íntegra.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários