Idoso tomando vacina da Covid-19
Ascom/SMS
Idoso tomando vacina da Covid-19

A prefeitura do Rio definiu que aplicará a  quarta dose da vacina contra a Covid-19 um ano após a terceira, informa o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz. As primeiras aplicações da quarta dose acontecerão em julho deste ano, quando os públicos que estrearam a dose de reforço, como os idosos, completarão 12 meses desde a última injeção.

O Rio tem 48% da população maior de 18 anos com a terceira dose. Atualmente, todas as pessoas com 50 anos ou mais devem apresentar comprovante de vacinação com a dose de reforço em dia para acessar locais como bares, restaurantes, cinemas e academias. Além disso, o "passaporte da vacina" exige as duas doses de todas as pessoas com 15 anos ou mais.

Nesta quinta-feira, a prefeitura anunciou um novo programa, o Vacina na Escola, para intensificar a campanha de imunização infantil, que só alcançou aproximadamente 50% de seu público-alvo até agora. No evento, o prefeito Eduardo Paes fez um longo discurso em que reforçou a importância da vacinação das crianças contra a Covid-19 e outras doenças e afirmou, referindo-se aos responsáveis que não vacinam seus filhos, que está “com vergonha, pela primeira vez, de ser prefeito dos cariocas”.

Nesta quarta, a Secretaria municipal de Saúde (SMS) anunciou que o calendário de vacinação de crianças terá uma repescagem contínua de 45 dias.

Leia Também

Segundo a Secretaria municipal de Educação (SME), a cidade do Rio tem 1.307 escolas públicas com alunos na faixa etária entre 5 e 11 anos, com 347 mil crianças matriculadas. A partir desta quinta-feira, todos os alunos levarão para casa um folheto informativo sobre a vacina contra a Covid-19 e um formulário para ser preenchido pelos responsáveis.

Os alunos que estiverem sem a vacina da Covid-19 poderão tomá-la na própria escola, mediante a autorização expressa dos pais, numa data que será previamente informada à família . No dia marcado, a aplicação acontecerá no fim do turno de aulas: pela manhã, entre 11h e 12h30, e à tarde, entre 15h30 e 17h.

Quando os responsáveis forem buscar as crianças na escola, informa a prefeitura, aquelas que tiverem a autorização já sairão vacinadas. Os pais que quiserem acompanhar a vacinação do filho pessoalmente podem chegar no horário previsto e terão acesso ao local onde estará ocorrendo a ação. Eles poderão escolher a vacina que será aplicada na criança, a depender da disponibilidade. A previsão é que, em até 45 dias, todas as escolas recebam as equipes de saúde para a imunização dos alunos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários