Governador João Doria (PSDB)
Valter Campanato/Agência Brasil - 22.10.2019
Governador João Doria (PSDB)

O governador de São Paulo João Doria (PSDB) informou que o Estado caminha para a liberação do uso de máscara de proteção contra a Covid-19 também em ambientes fechados, a partir do próximo dia 22.

O uso da proteção deixou de ser obrigatório em São Paulo em lugares abertos, como parques, ruas e estádios de futebol, na última quarta-feira (9) . Em locais fechados, porém, ela ainda é necessária, como metrôs, salas de aula e cinema.

"Daqui a 11 dias, a contar a partir de hoje [sexta, 11]. Se tudo continuar ocorrendo bem e seguindo os protocolos da ciência, do nosso comitê científico, e se continuarmos a ter queda de internações e do uso de leito de UTI, queda de óbitos e aumento da vacinação em crianças e adultos, já a partir de quarta-feira da outra semana [23 de março], nós não teremos mais que usar máscaras", disse Doria nessa sexta-feira (11), em discurso na cidade de Catanduva (SP).

"E faremos isso com a alma tranquila, no passo a passo que a medicina, a saúde, os médicos nos indicaram, nos orientaram", acrescentou.

Anteriormente, Doria já havia dito a interlocutores que pretende acabar com o uso da máscara de maneira definitiva antes deixar o governo de São Paulo, em 31 de março, para se dedicar à campanha para as eleições presidenciais em outubro . Nesse tempo, o vice-governador, Rodrigo Garcia, assumirá o cargo.

Leia Também

Pesquisadores da Fiocruz, no entanto, consideram que o relaxamento das medidas protetivas que em acontecendo em diversas cidades do país, principalmente a liberação do uso de máscaras, é “prematuro” , segundo boletim divulgado nessa sexta.

De acordo com os cientistas, ainda é preciso observar o possível impacto do Carnaval sobre a curva de casos, que vem se mantendo em queda há quase 15 dias.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários