Homem procurou tratamento para dor de cabeça que sentia há mais de quinze dias
Reprodução
Homem procurou tratamento para dor de cabeça que sentia há mais de quinze dias

A crise de soluço de quatro meses sofrida por um indiano pode ter sido desencadeada pela presença de um tumor cerebral. Segundo os médicos que analisam o caso, o homem, que não foi identificado, tem cerca de 30 anos e procurou tratamento médico para uma dor de cabeça que sentia há mais de quinze dias.

Outra reclamação feita pelo homem junto aos médicos foi a de que ele vomitava várias vezes ao longo do dia. Os profissionais que o atenderam em Rishikesh, situado as pés do Himalaia, ouviram que o estado de saúde dele começou a se deteriorar quatro meses antes, quando ele passou a ter soluços frequentes.

Eventualmente, os padrões dos soluços se tornavam contínuos, afetando diretamente os padrões de sono e de alimentação do rapaz. A partir daí, foram feitas “varreduras” no cérebro dele para se chegar ao diagnóstico da doença. Os resultados revelaram que ele tinha um glioma pontino intrínseco difuso, um tipo de tumor cerebral altamente agressivo e difícil de tratar.

Os soluços do homem, no entanto, começaram a diminuir após o início do tratamento para o câncer. Especialistas apontam que o tumor estava afetando a parte do tronco cerebral responsável por controlar os nervos e músculos, o que normalmente provoca crises de soluço como resposta.

O homem disse aos médicos que, anteriormente, já havia buscado atendimento por conta dos soluços, mas sem sucesso. Depois que uma série de exames de sangue e um exame físico não obtiveram respostas claras, os médicos decidiram que o homem seria submetido a uma tomografia computadorizada. Eles, então, encontraram uma lesão em seu cérebro, encaminhando o homem para uma ressonância magnética mais detalhada.

Leia Também

O exame revelou uma massa de tecido indicativa de um glioma pontino, um tipo de tumor cerebral que cresce no tronco encefálico, a parte que conecta o órgão à coluna, além de sangramento interno dentro do próprio cérebro. Os gliomas pontinos são impossíveis de remover cirurgicamente devido à forma como estão interconectados com o tronco cerebral.

O homem foi enviado para uma operação em que os cirurgiões fizeram um procedimento para normalizar a pressão dentro de seu crânio, resultante de um acúmulo de fluido na região. Após oito dias de recuperação, o homem foi submetido a seis semanas de radioterapia, na tentativa de matar o tumor.

— Os soluços do paciente começaram a desaparecer após o início da radioterapia, e, após um mês de radioterapia, os soluços diminuíram consideravelmente — disse Nagasubramanyam Vempalli, médico que acompanha o caso.

O relatório do caso não detalha exatamente quando o caso ocorreu, mas o homem acabou morrendo, embora não esteja claro se isso tenha ligação com o câncer. O Dr. Vempalli acrescentou que o caso demonstrou a importância de os médicos identificarem as causas do soluço contínuo em tempo hábil, para garantir que o paciente não sofra mais complicações.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários