Mundo cada dia mais barulhento está gerando perdas auditivas irreversíveis, alertam especialistas
Getty Images
Mundo cada dia mais barulhento está gerando perdas auditivas irreversíveis, alertam especialistas

O Dia do Trabalho, comemorado sempre em 1° de maio, é uma data comemorativa internacional celebrada em diversas partes do mundo, sendo feriado em muitos deles. Apesar da comemoração, é preciso atenção. Alguns ambientes de trabalho podem causar  danos auditivos aos trabalhadores, segundo especialista.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), sons acima de 55 decibéis já apresentam alguma forma de desconforto para a audição humana. Só para exemplificar, em um ambiente normal de trabalho, como um escritório, o ruído pode chegar a até 70 ou 80 decibéis. Já os músicos apresentam danos auditivos com certa frequência, pois o sistema de som nos shows, por exemplo, costuma atingir facilmente 130 decibéis.

"O contato com níveis elevados de ruído pode causar danos à audição cada vez maiores ao longo da vida. Todo ruído acima de 85 decibéis é prejudicial à audição (...) São comuns os casos de pessoas que desencadearam perda auditiva por exposição ao ruído intenso”, afirma a fonoaudióloga Rafaella Cardoso, especialista em Audiologia na Telex Soluções Auditivas.

Outro ponto destacado por Rafaella são os fones de ouvido, que podem vir a ser vilões quando o assunto é saúde auditiva. "Os jovens e adultos que costumam ouvir música com fones de ouvido também devem tomar cuidado porque, desse modo, o som alto atinge diretamente o conduto auditivo, com riscos de perda de audição a médio e longo prazo, dependendo do volume e do tempo de exposição ao ruído”, diz.

Para tentar contornar o problema de ambientes muito barulhentos, a especialista recomenda o uso frequente de protetores auriculares, que reduzem o volume excessivo.

Na sequência, veja as profissões que mais sofrem com os altos níveis de ruídos:

  1. Tripulação de Vôo/Comissário de bordo (130 decibéis)
  2. Músicos e profissionais de áudio (125 decibéis)
  3. Profissionais do trânsito (120 decibéis)
  4. Motorista de ambulância (120 decibéis)
  5. Engenheiro (115 decibéis)
  6. Dentista (115 decibéis)
  7. Enfermeiro (113 decibéis)
  8. Trabalhador de construção (110 decibéis)
  9. Mineiro (108 decibéis)
  10. Motorista de Caminhão (95 decibéis)

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários