Estados Unidos e outros 17 países já fazem uso da molnupiravir
Divulgação
Estados Unidos e outros 17 países já fazem uso da molnupiravir

A Anvisa aprovou por unanimidade nesta quarta-feira o uso emergencial do remédio antiviral molnupiravir para tratamento da Covid-19 nesta quarta-feira. O medicamento é desenvolvido e indicado para uso em pacientes adultos, que não necessitem de oxigênio suplementar e apresentem risco elevado de agravamento da doença.

A agência contraindicou o uso em mulheres grávidas, que tenham chance de engravidar e durante a amamentação. De acordo com a agência, as altas doses do remédio podem comprometer o desenvolvimento do feto. A Anvisa também não referenda a aplicação para menores de 18 anos, em pacientes que já estejam hospitalizados e para uso preventivo da covid-19.

Em seu voto, o diretor presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, afirmou que o uso do medicamento não substitui a vacinação e ressaltou que a autorização temporária e emergencial é para oferecer mais uma opção ao Ministério da Saúde.

"O objetivo da referida autorização temporária e emergencial é oferecer mais uma opção a ser disponibilizada ao Ministério da Saúde no enfrentamento da covid 19 e que em absoluto versa por substituir a ferramenta vacinal, que cada vez mais tem se mostrado importante arma de combate ao vírus", afirmou.

O medicamento também teve uso aprovado nos Estados Unidos (FDA), na Europa (EMA), no Japão, no Reino Unido, na Austrália e pela Organização Mundial da Saúde, e já está em uso em 17 países.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários