Comitê de Saúde de São Paulo diz que há subnotificação de casos de Covid-19 no estado
Rovena Rosa/Agência Brasil - 10.03.2022
Comitê de Saúde de São Paulo diz que há subnotificação de casos de Covid-19 no estado

Nesta quarta-feira (1º), o coordenador do Comitê de Saúde do estado de São Paulo, João Gabbardo, disse que o número de casos de Covid-19 no estado é muito maior do que o indicado pelos índices, já que eles não incluem os dados de testes realizados em casa.

Devido a essa subnotificação, o comitê recomendou que a população volte a usar máscaras de proteção contra a doença em ambientes fechados, como salas de aula , escritórios e cinemas.

"Nessa última semana, o aumento foi bastante significativo, nós tivemos 41% de aumento nas internações e tivemos mais de 80%, 84% no número de casos, e a gente sabe que o número de casos é muito maior do que isso porque muitas pessoas estão fazendo autoteste, comprando na farmácia e estes testes não entram nas estatísticas de novos casos, então certamente o número de casos é maior do que esse que aparece nas estatísticas", disse o médico em entrevista à GloboNews .

A orientação também vem em meio a uma alta de 120% nas internações por Covid-19 no mês de maio. Além disso, 10 milhões de pessoas em São Paulo ainda estão com a dose de reforço da vacina atrasada.

De acordo com Gabbardo, a decisão também foi colocada como uma recomendação devido à dificuldade de criar fiscalização e multas. "Se nós quisermos tornar isso obrigatório, nós vamos ter fiscalização, deve haver penalidades, multas e nesse momento a gente sabe que é muito difícil que as secretarias municipais de saúde, as vigilâncias sanitárias dos municípios tenham condições de fazer, de ter essa função de fiscalização", afirmou.

O secretário da Saúde, Jean Gorinchteyn, porém, afirmou que a gestão estadual não vai voltar a decretar o uso obrigatório de máscaras. "A medida não será retomada frente aos índices que, a despeito de terem elevado, ainda estão muito distantes daquilo que nós tivemos no pico causado pela variante Ômicron do coronavírus, no início de 2022. Na ocasião, nós tínhamos quase 11,3 mil pessoas internadas, sendo 4,1 mil em UTIs", disse ele à rádio  CBN .

A Prefeitura de São Paulo informou que deve fazer uma reunião ainda hoje para avaliar os índices da última semana e decidir se o uso de máscara voltará a ser obrigatório ou não.

A recomendação dos especialistas do governo de São Paulo é que pessoas que se enquadram no grupo de risco para a Covid continuem usando máscara até mesmo em lugares abertos . Eles também pediram que a população complete o esquema vacinal com a dose de reforço para adultos e adolescentes e a quarta dose para idosos e pessoas com comorbidades.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários