Duas novas UBs serão construídas na Zona Leste de São Paulo
Secretaria Municipal de Saúde
Duas novas UBs serão construídas na Zona Leste de São Paulo


Prefeitura de São Paulo e a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) assinaram nesta sexta-feira (10) a ordem de serviço que autoriza a construção de novas instalações para as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) Vila Cosmopolita e Jardim da Conquista II, ambas na zona leste da capital.

Durante o evento, o prefeito Ricardo Nunes destacou a importância destas obras para a região. “Nós temos uma atenção muito especial para a área da saúde aqui na zona leste. Temos investido em espaços novos, adequados e adaptados para as necessidades dos moradores da região”, afirmou.

O secretário Municipal da Saúde, Luiz Carlos Zamarco, diz que após as obras, será possível ampliar o atendimento na região: “são reivindicações antigas dos moradores dessas localidades. Com essas novas instalações, a população terá uma melhor acolhida por parte das nossas equipes."

As duas UBSs terão instalações modernas em novos endereços. A UBS Vila Cosmopolita, administrada pela Organização Social de Saúde (OSS) Santa Marcelina, receberá investimento de R$ 8 milhões. O custeio mensal da unidade será de aproximadamente R$ 742 mil. A UBS que atualmente se encontra na rua Aldeia Maria, 258 – Vila Cosmopolita, será instalada na Rua Chuvas de Verão s/nº. A Unidade contará com seis equipes de Estratégia Saúde da Família (ESF), com médicos generalistas, equipe multiprofissional e atendimento odontológico.

Já a UBS Jd. da Conquista II, administrada pela Fundação ABC, contará também com investimento total de R$ 8 milhões. O custeio mensal da UBS é de R$ 522 mil. A unidade, que atualmente se encontra na Travessa Somos Todos Iguais, 915, Jardim da Conquista, será transferida para a Travessa Somos Todos Iguais, s/nº. A previsão é que sejam realizados, no local, mais de 2 mil consultas médicas e 1,3 mil atendimentos odontológicos.

As novas estruturas contam com salas para consultórios, de medicação e inalação, coleta de exames e aplicação de vacinas, acolhimento, curativos, atendimento odontológico, banheiros acessíveis, além de outros espaços para melhor acolher a população atendida nos equipamentos.


A entrega das obras está prevista para o primeiro semestre de 2023. As novas instalações serão concluídas com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), como parte do programa Avança Saúde SP. Ao todo, foram entregues 20 Unidades Básicas de Saúde na região com recursos do BID. Além de 19 obras em andamento e seis que ainda serão iniciadas.

“Espero voltar aqui no ano que vem, com essas UBSs novas, equipadas com uma boa estrutura e com pessoas que moram aqui neste bairro contratadas, desde o canteiro de obras. Serão 300 empregos gerados neste ato que estamos fazendo aqui”, completou o prefeito.

Mais equipamentos
Para 2022, por meio do Avança Saúde SP, estão previstas a construção de mais equipamentos de saúde, como UPAs e UBSs, além da continuidade das reformas. Até o momento, das 101 obras contratadas, 69 estão concluídas e 32 estão em andamento.

O investimento total no programa é de US$ 200 milhões (cerca de R$ 1 bilhão), dos quais US$ 100 milhões (R$ 500 milhões) são financiados junto ao BID. O restante entra como contrapartida da prefeitura. Em setembro do ano passado, o banco liberou mais US$ 22 milhões (cerca de R$ 114 milhões) para a gestão municipal, como parte do empréstimo total.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários