Vírus Marburg voltou a causar mortes no continente africano
National Cancer Institute
Vírus Marburg voltou a causar mortes no continente africano

Nesta terça-feira (2), a Organização Mundial da Saúde (OMS) confirmou a morte de uma criança em decorrência do vírus Marburg, doença altamente infecciosa da mesma família do vírus causador do Ebola . O caso foi registrado em Gana, no continente africano, sendo o terceiro óbito pela doença no país .

"Na semana passada, mencionei dois casos adicionais. Um é a esposa do caso inicial e o outro é o filho do caso referência. A criança infelizmente morreu, mas a esposa está viva e melhorando", afirmou Ibrahima Soce Fall, médico da OMS no país.

No final de julho, além das mortes já confirmadas no local, mais de 90 pessoas haviam sido colocadas em quarentena por suspeita de contato com os infectados, de acordo com as autoridades locais.

A doença tem sintomas como febre, dores musculares, diarreia, vômitos e mal-estar e o período de incubação varia de dois a 21 dias, segundo a OMS. No sétimo dia, os pacientes desenvolvem sinais hemorrágicos graves, podendo levar à morte.

Em setembro de 2021, a Guiné detectou um caso da doença, o primeiro na região da África Ocidental. Com todos os contatos próximos identificados e isolados, o surto foi declarado como encerrado cinco semanas depois sem novos diagnósticos. Outros eventos esporádicos já foram registrados nos últimos anos em países como Quênia, África do Sul e Uganda, mas com poucos casos e de forma controlada.

Ele é transmitido aos humanos por meio dos morcegos que se alimentam de frutos e chega às pessoas por contato direto com fluidos corporais, superfícies e materiais contaminados. Macacos verdes africanos e porcos também podem carregar o vírus.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários