Tamanho do texto

Especialista no assunto, o colunista do Portal iG, Doutor Bruno Puglisi explica a diferença entre os dois tipos de tratamento

A busca por um sorriso mais claro se tornou muito comum e dominou o desejo da maioria das pessoas. É importante lembrar que o clareamento dental está cada dia mais simples. Por outro lado, mesmo que o processo esteja mais acessível, nós precisamos lembrar que nem todo mundo pode adotá-lo.

Leia também: O que é a cárie dental?

O clareamento dental é seguro quando feito no consultório ou em casa, desde que seja feito com supervisão de um dentista
Thinkstock/Getty Images
O clareamento dental é seguro quando feito no consultório ou em casa, desde que seja feito com supervisão de um dentista

Tanto a processo caseiro quanto o clareamento dental a laser exigem cuidados. O Doutor Bruno Puglisi explica as regras e as contra indicações que o tratamento exige; confira:

Clareamento dental caseiro

O clareamento caseiro requer mais paciência porque leva mais tempo para se obter resultados do que o laser feito em consultório. Ele é feito com o auxílio de moldeiras de silicone preenchida com um gel clareador e tem que ser aplicado todos os dias durante 2 semanas ou de acordo com a indicação do dentista.

Leia também: Conhece a harmonização facial? Conheça todos os detalhes 

Dr Bruno Puglisi afirma que é um procedimento seguro se for feito sob orientação de um profissional. “Podem ocorrer alguns desconfortos como a sensibilidade nos dentes ou inflamação na gengiva".

Clareamento dental a laser

Esse método é feito, exclusivamente no consultório, utilizando um gel com concentração maior de ativo clareador. O tratamento a laser traz efeitos de forma mais rápida podendo levar de 1 a 3 sessões de 15 a 45 minutos que irão depender do equipamento do profissional para obter o resultado esperado.

Contra indicações: 

* Dentes manchados por tetraciclina (manchas cinzas). 

* Problemas de formação do esmalte (manchas brancas). 

* Pacientes com problemas periodontais. 

* Sangramento na gengiva. 

* Pacientes com restaurações em resina , facetas , lentes ou coroas em porcelana não irão alterar a cor , podendo ficar coloração diferente após os dentes serem clareados. 

* Dentes cariados. 

* Crianças. 

* Grávidas. 

O que não fazer durante o tratamento: 

* evite alimentos com corantes como sucos, refrigerantes, molho de tomate. 

* café e chá. 

* evite fumar. 

* legumes como brócolis , espinafre , cenoura e beterraba. 

* diminua o consumo de vinhos tintos e sucos naturais de uva ao mínimo possível.  

Leia também: Confira os alimentos que ajudam a preservar o resultado do clareamento dental

É muito importante que seu dentista participe da escolha do procedimento que você vai adotar para o clareamento dental. Somente ele é capaz de avaliar o processo ideal para cada tipo de pessoa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.