Tamanho do texto

Doutor Puglisi explica os cuidados necessários para manter a saúde bucal

Sempre ouvimos falar nos sérios problemas de saúde e danos causados pelas drogas, mas o impacto delas sobre nossa saúde bucal sempre é deixado de lado. Essa matéria vem justamente abordar como as drogas (lícitas e ilícitas) mais frequentemente utilizadas afetam nossa boca.

Leia também: como estimular crianças a escovar os dentes

Doutor Bruno Puglisi cita os sete principais danos causados pelas drogas na nossa boca:

Maconha: a boca seca também é um efeito típico da maconha. Quando isso acontece, o ambiente bucal torna-se mais ácido que o habitual, aumentando a cáries dentárias. E ainda induz o consumo de doce, potencializando assim, o surgimento de cáries.

Doutor Bruno Puglisi os danos causados pelas drogas na nossa boca
Getty Images
Doutor Bruno Puglisi os danos causados pelas drogas na nossa boca

Cocaína: a prática dos usuários de esfregar a cocaína nos dentes e na gengiva resultam numa solução ácida provocando a erosão do esmalte, ou seja, a perda do tecido duro da superfície dos dentes. Essa perda é muito agressiva e pode desencadear dor, sensibilidade exagerada e comprometer a aparência do paciente.

Crack: fumado em cachimbo, o crack é muito agressivo a saúde oral. Ao entrar em contato direto com a boca, a fumaça danifica o esmalte, a gengiva e os nervos.

Leia também: Preenchimento gengival? Doutor Bruno Puglisi explica tudo sobre a técnica

Medicamentos: apesar de constituírem um grupo terapêutico, os medicamentos de uso frequente podem trazer algum prejuízo à cavidade bucal. Antialérgicos, descongestionantes, analgésicos, diuréticos, medicamentos para pressão alta e antidepressivos podem apresentar efeitos colaterais na boca.

Os mais comuns são “boca seca” e gengiva hiperplásica ("aumentada"). Alguns medicamentos para asma são altamente ácidos, podendo desgastar o esmalte dental no caso de uso prolongado. Já os xaropes apresentam muito açúcar em sua composição, aumentando o surgimento de cárie se o paciente não realizar uma boa higienização bucal após sua ingestão.

Leia também: Bruno Puglisi tira suas dúvidas sobre o implante dental

Cigarro: provoca manchas nos dentes e na língua, reduz a sensibilidade do paladar, diminui a capacidade de recuperação após uma cirurgia ou qualquer outro procedimento odontológico, aumenta o risco de doenças na gengiva e mais grave ainda, faz crescer o risco de câncer de boca.

Álcool: é uma substância lícita, porém ocasiona desidratação, o que pode acarretar em irritação da mucosa da nossa boca, e diminuição do fluxo de saliva (boca seca), favorecendo o mau hálito.

Vale lembrar que normalmente o usuário acaba misturando várias dessas substâncias ao mesmo tempo, podendo potencializar os danos causados pelas drogas na nossa boca.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.