O resultado da fase 3 com o índice de eficácia do imunizante deve ser divulgado na próxima semana
Foto: Reprodução/Governo de SP
O resultado da fase 3 com o índice de eficácia do imunizante deve ser divulgado na próxima semana



O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), confirmou que 12 estados e 912 municípios brasileiros já solicitaram a CoronaVac, vacina que é desenvolvida em parceria internacional entre o Instituto Butantan e a biofarmacêutica chinesa Sinovac Biotech. A afirmação foi feita, nesta quinta-feira (10), em nova coletiva de imprensa, realizada no Butantan.

"Hoje 12 estados do País, incluindo São Paulo, já formalizaram o interesse na vacina do Butantan. E 912 municípios do Brasil já manifestaram o interesse também da mesma forma para obter a vacina e imunizar os seus trabalhadores de saúde", afirmou João Doria. 

O governador de São Paulo voltou a mencionar que vai disponibilizar 4 milhões de doses da CoronaVac aos estados e municípios que solicitarem o imunizante.

O governo divulgou a lista dos estados que já solicitaram a vacina do Butantan, são eles: Acre, Pará, Maranhão, Roraima, Piauí, Mato Grosso do Sul, Espirito Santo, Rio Grande do Norte, Paraíba, Ceará, Rio Grande do Sul e São Paulo. 

"O Brasil não pode ficar assistindo o mundo iniciar vacinação e continuar com debate interminável e inconclusivo. São Paulo não cruza os braços e vai ajudar todos estados que solicitarem para salvar vidas. Somos república federativa e devemos atuar em sintonia para vencer insensibilidade e falta de compaixão, com dever de vacinar todos brasileiros", afirmou Doria.

O resultado da fase 3 com o índice de eficácia da CoronaVac deve ser divulgado na próxima semana, até o dia 15, de acordo com prazo divulgado pelo governo estadual.

Plano Estadual de Imunização

No início desta semana, o governo de São Paulo divulgou o calendário do Plano Estadual de Imunização. A previsão é que 9 milhões de pessoas sejam imunizadas na primeira etapa, com a aplicação de 18 milhões de doses.

O público-alvo prioritário abrange trabalhadores na linha de frente de combate à Covid-19, indígenas e quilombolas e também a faixa etária com maior índice de letalidade. 77% das mortes provocadas pelo novo coronavírus até agora são de pessoas com mais de 60 anos.

A campanha será coordenada pela Secretaria de Estado da Saúde e implementada em parceria com as 645 prefeituras de São Paulo. O objetivo é dobrar o total de postos de vacinação dos atuais 5,2 mil para até 10 mil locais.


 Logística e recursos humanos da primeira fase

18 milhões de doses da vacina
25 postos estratégicos de armazenamento e distribuição regional
54 mil profissionais de saúde
27 milhões de seringas e agulhas
5,2 mil câmaras de refrigeração
30 caminhões refrigerados de distribuição diária
2,1 mil viagens em todo o período de vacinação
25 mil policiais para escolta das vacinas e segurança dos locais de vacinação

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários