Rodrigo Neves assina memorando e conversa com o diretor do Butantan%2C Dimas Covas
Foto: Divulgação
Rodrigo Neves assina memorando e conversa com o diretor do Butantan, Dimas Covas

A Prefeitura de Niterói fechou um acordo com o Butantan, em São Paulo, para comprar 1,1 milhão de doses da CoronaVac, vacina que é desenvolvida em parceria internacional entre o Instituto Butantan e a biofarmacêutica chinesa Sinovac Biotech.

De acordo com o memorando, assinado pelo prefeito Rodrigo Neves, a aplicação deve começar no fim de janeiro. O planejamento proposto é imunizar toda população de Niterói.

As doses serão distribuídas da seguinte forma: 300 mil doses para final de janeiro, para profissionais de saúde e idosos, 300 mil doses em fevereiro para cidadãos com comorbidades e profissionais da educação, 600 mil doses para o restante da população em maio.

O município fará o investimento de R$ 57 milhões no projeto de imunização, ao custo de 10 dólares por dose. 

Além de ter recursos próprios para aquisição da vacina, Niterói é a única cidade do Rio de Janeiro que está realizando os testes da fase três da vacina do Butantan, com participação também de técnicos da Fiocruz.

"Desde o início da pandemia, Niterói atuou com base na ciência e nas melhores experiências internacionais nessa batalha pela vida contra o coronavirus. Colocamos em prática um programa integrado de ações sanitárias, retaguarda hospitalar, apoio com renda básica às famílias mais pobres e crédito e apoio direto às pequenas empresas. Graças à consciência cívica dos niteroienses, com respeito as medidas de prevenção à Covid-19, salvamos milhares de vidas. Temos orgulho de estarmos participando dos esforço mundial pela vacina e estarmos com planejamento para iniciar a vacinação de nossa população com segurança e o mais rápido possível", afirmou Rodrigo Neves.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), confirmou que 12 estados e 912 municípios brasileiros já solicitaram a CoronaVac, vacina que é desenvolvida em parceria internacional entre o Instituto Butantan e a biofarmacêutica chinesa Sinovac Biotech. A afirmação foi feita, nesta quinta-feira (10), em nova coletiva de imprensa, realizada no Butantan.

Distribuição nacional 

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), confirmou que 12 estados e 912 municípios brasileiros já solicitaram a CoronaVac, vacina que é desenvolvida em parceria internacional entre o Instituto Butantan e a biofarmacêutica chinesa Sinovac Biotech. A afirmação foi feita, nesta quinta-feira (10), em nova coletiva de imprensa, realizada no Butantan.

"Hoje 12 estados do País, incluindo São Paulo, já formalizaram o interesse na vacina do Butantan. E 912 municípios do Brasil já manifestaram o interesse também da mesma forma para obter a vacina e imunizar os seus trabalhadores de saúde", afirmou João Doria. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários