Eduardo Pazuello
Najara Araújo/Câmara dos Deputados
Eduardo Pazuello participará de anúncio na tarde desta quarta-feira

O governo federal vai lançar, nesta quarta-feira (16), o "plano nacional de operacionalização da vacinação", que detalha as ações da vacinação em massa contra a Covid-19 quando uma vacina for aprovada.

O governo prevê, até então, uma campanha de 16 meses para vacinar toda a população, sendo os quatro primeiros meses dedicados aos grupos prioritários: idosos, pessoas com outras comorbidades e profissionais de saúde, por exemplo.

Na terça-feira (15), o Ministério informou ao Supremo Tribunal Federal (STF) que a vacinação deve começar no país até cinco dias após registro para uso no Brasil, que deve ser concedido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). No início deste mês, a pasta considerava o mês de março para início da campanha.

A vacinação de grupos prioritários deve ocorrer em quatro fases, sendo a primeira dedicada à imunização dos trabalhadores da saúde, pessoas acima de 75 anos, pessoas com mais de 60 anos e moradoras de instituições públicas e indígenas. Já as quarta e última fase será dedicada aos professores, profissionais de segurança e funcionários do sistema prisional.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários