Moderna
Reprodução/Moderna
Resultado de estudo comprovou valores que a FDA havia divulgado anteriormente

A eficácia de 94,1% da  vacina contra covid-19 mRNA-1273, da Moderna, foi confirmada nesta quarta-feira (30) por um estudo publicado no New England Journal of Medicine. 

A taxa de eficácia já havia sido atestada pela FDA – Food and Drug Administration – quando aprovou seu uso emergencial no país, em 15 de dezembro.

Na ocasião, a agência americana informou que a vacina da Moderna para o coronavírus é altamente protetora e não apresenta "nenhum problema de segurança".

Os efeitos colaterais — febre, dor de cabeça e fadiga — foram desagradáveis, mas não perigosos, disse a agência, que informou também que o índice de 94% de efetividade se deu mesmo na observação de doenças graves.

O ensaio reuniu 30 mil pessoas, que foram separadas em dois grupos: o que recebeu a vacina e o de controle, que recebeu apenas um placebo. O resultado mostrou que a Covid-19 se manifestou em 185 pessoas do segundo grupo, sendo 30 com casos mais graves, e em apenas 11 do primeiro, atestando a eficácia da vacina da Moderna.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários