A BioNTech está trabalhando em conjunto com a parceira Pfizer para aumentar a produção de sua vacina contra Covid-19
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
A BioNTech está trabalhando em conjunto com a parceira Pfizer para aumentar a produção de sua vacina contra Covid-19

A BioNTech trabalha em parceria com a farmacêutica Pfizer para aumentar a produção de sua vacina contra a Covid-19, disseram seus fundadores, alertando que podem ocorrer gargalos na oferta até que outras vacinas sejam lançadas.

O imunizante demorou a chegar na União Europeia devido à aprovação relativamente tardia do regulador de saúde do bloco e o tamanho reduzido das encomendas de Bruxelas.

"No momento, não parece bom —um buraco está surgindo porque há uma falta de outras vacinas aprovadas e temos que preencher essa lacuna com nossa própria vacina", disse o CEO da BioNTech, Ugur Sahin, à revista semanal Spiegel


Sahin culpa a decisão da União Europeia de espalhar pedidos entre várias empresas na expectativa de que mais vacinas seriam aprovadas rapidamente. Os Estados Unidos encomendaram 600 milhões de doses da vacina da BioNTech/Pfizer em julho, enquanto a UE esperou até novembro para fazer uma encomenda de metade do tamanho. "Em algum momento ficou claro que não seria possível entregar tão rapidamente", disse Tuereci à Spiegel. "Então, já era tarde demais para fazer encomendas subsequentes."

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários