Gabrielle e Isabelle chamaram atenção após vacinação em Manaus
Reprodução
Gabrielle e Isabelle chamaram atenção após vacinação em Manaus

Sete médicos investigados pelo Ministério Público do Amazonas foram exonerados ontem pela prefeitura de Manaus. A decisão, publicada pelo Diario Oficial do Município, envolve a investigação do Ministério Público por suspeita de furar fila da vacinação contra Covid-19.

Entre os profissionais exonerados, estão as irmãs Gabrielle e Isabelle Kirk, filhas de um empresário do ramo da educação e que se vacinaram na primeira semana de vacinação, imediatamente após assumirem cargos administrativos em Unidades Básicas de Saúde do estado. De acordo com reportagem do Uol, as exonerações foram pedidas pelos próprios servidores.

Após a repercussão negativa da vacinação, que chegou a ser divulgada nas redes sociais das irmãs, a prefeitura de Manaus afirmou que as duas profissionais estariam trabalhando na linha de frente contra a Covid-19 e, por isso, teriam direito à vacinação.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários