Ampola de CoronaVac
Foto: Governo do Estado de São Paulo/Divulgação
Ampola de CoronaVac

O governador João Doria anunciou nesta terça-feira (23), em coletiva realizada no Instituto Butantan, o início do envio das novas remessas de doses da vacina contra o novo coronavírus (Sars-CoV-2) ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde. No total, serão 5,6 milhões de doses no período de 5 de fevereiro a 5 de março, 65% a mais do volume previsto inicialmente.

"O Instituto Butantan hoje lidera a distribuição de vacinas no país. O Brasil vai receber, até 30 de abril, 46 milhões de doses da vacina e, até 30 de agosto, mais 54 milhões de doses da vacina do Butantan. Até 30 de agosto nós teremos entregue 100 milhões de doses da vacina do Butantan”, destacou João Doria.

Nesta terça-feira, o Instituto Butantan iniciou a distribuição de 1,2 milhão de doses e, amanhã (24), serão entregues mais 900 mil frascos da vacina. Para 25, 26 e 28 de fevereiro ainda estão previstas liberações de 600 mil doses diárias. Desta forma, de hoje até domingo, São Paulo fornecerá um total de 3,9 milhões de doses ao PNI.

Logo no início de março, o Instituto vai disponibilizar mais 1,7 milhão de vacinas para a imunização do país, estando previstas remessas de 600 mil doses no dia 2 de março, de 500 mil em 4 de março e de mais 600 mil para 5. Na soma total, serão 5,6 milhões de frascos de hoje até 5 de março.

No dia 5 de fevereiro, o Butantan já havia distribuído 1,1 milhão de doses. Portanto, apenas no período de um mês, entre 05/02 e 05/03, o instituto fornecerá o total de 6,7 milhões de vacinas. Somadas ao lote de 8,7 milhões entregues em janeiro, já são 15,4 milhões de doses para vacinação de brasileiros em todo o país.

Também nesta terça-feira, chegou ao país um novo lote com 2 milhões de vacinas de Oxford -AstraZeneca. As doses foram importadas prontas do Instituto Serum, na Índia. A previsão é que sua distribuição comece na quarta-feira (24).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários