São Paulo registra taxas mais altas da história da pandemia
Foto: Tempura/iStock
São Paulo registra taxas mais altas da história da pandemia

Os índices de casos, internações e mortes por Covid-19 seguem em crescimento no estado de São Paulo. De acordo com o boletim atualizado nesta segunda-feira (15) pela secretaria estadual de Saúde, o número de pacientes hospitalizados durante esta semana já é 63,9% maior do que a semana considerada o "pico" da primeira onda, em julho de 2020.

Também nesta semana, a taxa de ocupação dos leitos de Unidades de Terapia Intensiva na região metropolitana de São Paulo atingiu 90%. No estado, a ocupação é igualmmente preocupante, de 88,4%. Ao todo, 23,6 mil pessoas estão hospitalizadas para tratar a doença no estado, sendo 10,2 mil em unidades de terapia intensiva - casos graves - e 13,3 mil pacientes que recebem cuidados em enfermarias.

A média da semana aponta que cerca de 180 novos pacientes acolhidos diariamente pelo sistema de saúde, entre leitos de UTI e enfermarias. O estado registrou 24% de elevação no índice de novos casos, 28% de aumento entre as mortes e 19% no número e internações em comparação com a semana passada. Todos os índices representam a maior taxa da história da pandemia no estado.

Ainda segundo a secretaria estadual de Saúde, 63 municípios das 645 cidades do estado de São Paulo já atingiram o taxa de 100% de ocupação dos leitos de UTI; "No dia 22 de fevereiro tinhamos 68,8% de ocupação dos leitos de UTI da grande São Paulo. Em três semanas, a taxa passou para 90% noa região, apesar da expansão no número de leitos de todo o estado", alertou o secretário de Saúde, Jean Gorinchteyn.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários