De acordo com governo de São Paulo, apenas 20% dos leitos foram habilitados
Getty Images
De acordo com governo de São Paulo, apenas 20% dos leitos foram habilitados

O governo de São Paulo voltou a cobrar ao Ministério da Saúde, nesta segunda-feira (22), a habilitação de leitos de Unidades de Terapia Intensiva para atendimento de pacientes com Covid-19 no estado. O repasse de recursos para os leitos em unidades do SUS já foi determinado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A ordem, porém, não foi obedecida. 

De acordo com o vice-governador do estado, Rodrigo Garcia, apenas 20% dos leitos que funcionam hoje no estado de São Paulo contam com os recursos do governo federal. A determinação do STF, porém, pede que todos os leitos sejam custeados pelo Ministério da Saúde. "O minsitério da Saúde faz um grande alarde do repasse realizado até o momento, mas faltou informar que 80% dos leitos habilitados até o momento seguem sem recursos federais", afirmou Garcia. 



"O governo federal tem deixado os estados e municípios brasileiros numa situação asfixiante. O governo federal é ausente, seja no oxigênio seja no financiamento de UTIs e isso ele faz de maneira deliberada", completou o vice-governador. Ainda segundo Garcia, a falta de assistência do governo é uma "negação ao SUS": "O governo federal abandona o SUS quando deixa de pagar as UTIs e quando deixa de coordenar a distribuição de oxigênio pelo Brasil", reforçou. 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários