O prefeito de São Paulo, Bruno Covas
Foto: Reprodução/Internet
O prefeito de São Paulo, Bruno Covas

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), anunciou nesta quinta-feira (25) a aquisição de 19 'miniusinas' de oxigênio para a capital paulista. De acordo com a gestão municipal, a expectativa é de que sete das 19 usinas já estejam funcionando no dia 15 de abril, e que as outras 12 operem a partir de 30 de abril. O anúncio foi feito em nova coletiva de imprensa da Prefeitura de São Paulo.

As 'miniusinas' serão instaladas em hospitais municipais e em Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). De acordo com a Prefeitura de SP, os equipamentos terão um custo de R$ 9,4 milhões e a instalação demandará R$ 104,5 mil.

"A viabilização dessas miniusinas é fundamental para a instalação e a segurança de 596 leitos de enfermaria e 211 leitos de UTI. Serão instaladas em hospitais municipais, hospitais-dia e UPAs. A capacidade de produção máxima é de 9 mil metros cúbicos por dia, o que significa 900 cilindros por dia que a gente passa a ter na cidade", explicou o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido.

O prefeito também destacou que a obra será permanente e  vai permitir a economia de R$ 250 mil por mês com a produção de oxigênio.

Confira o calendário: 

Você viu?

A expectativa é de que 7 das 19 comecem a operar no dia 15 de abril
Foto: Reprodução/Prefeitura de SP
A expectativa é de que 7 das 19 comecem a operar no dia 15 de abril


A expectativa é de que as outras 12 funcionem a partir de 30 de abril
Foto: Reprodução/Prefeitura de SP
A expectativa é de que as outras 12 funcionem a partir de 30 de abril


 Doação de 400 cilindros

O secretário municipal da Saúde também informou que a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) fez a doação de 400 cilindros de oxigênio.

A equipe de Saúde da Prefeitura disse ainda que os cilindros já estão disponíveis e serão encaminhados para que a multinacional White Martins possa envasá-los.

De acordo com dados da gestão municipal, o consumo de oxigênio na rede hospitalar aumentou 121% no mês de março em relação a janeiro. A Secretaria Municipal da Saúde garante que não há falta de oxigênio até o momento, mas há dificuldade em fazer com que os cilindros cheguem até as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

A cidade de São Paulo já registrou 20.636 mortes por Covid-19. Ao todo 694.686 pessoas foram infectadas pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2). Ontem o governo de São Paulo anunciou que a Região Metropolitana está com 91,7% dos leitos de UTI ocupados.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários