EUA atingiram marca de 100 milhões de pessoas totalmente vacinadas contra a Covid-19
Patrick T. Fallon/Divulgação
EUA atingiram marca de 100 milhões de pessoas totalmente vacinadas contra a Covid-19

Os Estados Unidos atingiram a marca de 100 milhões de pessoas totalmente vacinadas contra o novo coronavírus Sars-CoV-2 , informou a força-tarefa da Casa Branca contra a pandemia nesta sexta-feira (30). Segundo o coordenador da equipe, Jeff Zients, "o número representa cerca de 40% da população adulta do país e é o dobro da quantidade de americanos que estavam totalmente imunizados no final de março".

"São 100 milhões de americanos com uma sensação de alívio e tranquilidade, ao saber que, depois de um ano longo e duro, estão protegidos do vírus, sabendo que sua decisão de se vacinar não apenas nos protege, mas também protege suas famílias, seus amigos e suas comunidades", afirmou. A marca é atingida após o governo de Joe Biden acelerar a campanha de vacinação em todo o território americano, chegando ao pico da taxa de imunização no início de abril.

Até agora, os  Estados Unidos são o país mais afetado pela emergência sanitária que assola o mundo inteiro. Ao todo, a nação contabiliza 32.301.639 casos e 575.338 mortes pela Covid-19, segundo levantamento da Universidade Johns Hopkins. A quantidade de vidas perdidas, porém, despencou para uma médica de cerca de 670 por dia, de um pico de cerca de 3,4 mil em meados de janeiro, desde o aumento do número de pessoas vacinadas.

No entanto, o ritmo da campanha de imunização tem agora sofrido uma desaceleração. De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), pelo menos 55% dos adultos receberam pelo menos uma dose de imunizante. Deste total, cerca de 8% dos cidadãos que tomaram a primeira injeção não voltaram para receber a segunda. Em entrevista coletiva na Casa Branca, o principal infectologista do país, Anthony Fauci, apelou para todos se certificarem de receber a segunda dose para completar a imunização.

Apesar disso, no início desta semana, o CDC flexibilizou as recomendações de uso de máscaras ao ar livre para pessoas totalmente vacinadas contra a Covid-19. A decisão foi um passo importante para aliviar as restrições para combater a pandemia e, ao mesmo tempo, encorajar os americanos a se imunizarem.
Os EUA contam com três vacinas autorizadas: Moderna, Pfizer e a da Janssen, braço belga da Johnson & Johnson.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários