Vacina contra Covid-19
Foto: Pixabay/Creative Commons
Vacina contra Covid-19

Com a vacinação dos idosos com mais de 60 anos chegando ao fim em muitos estados brasileiros, a próxima etapa, agora em maio, deverá ser feito em pessoas com comorbidade. A orientação do Ministério da Saúde é que dentro desse grupo, os estados definam uma prioridade por idade em intervalos de cinco anos. Ou seja, começando com as pessoas de 55 anos até 59, em seguida, de 50 a 54 e assim por diante.

Segundo a pasta, indivíduos com comorbidades deverão informar sua condição antes da vacinação durante o pré-cadastro realizado no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI). Aqueles sem pré-cadastros poderão apresentar qualquer comprovante que demonstre pertencer a um destes grupos de risco (exames, receitas, relatório médico ou prescrição médica).

De acordo com o PNI, comorbidades para prioridade na vacinação são consideradas: hipertensão resistente; doença pulmonar obstrutiva crônica; insuficiência renal; doenças cardiovasculares e cerebrovasculares; indivíduos transplantados de órgão sólido ou de medula óssea; demais indivíduos imunossuprimidos; anemia falciforme; obesidade grau 3 (IMC≥40) e Síndrome de Down.


Vacinação de pessoas com Comorbidade em cada estado:

Como o cronograma é feito por cada estado, alguns já começaram a vacinar partes desse grupo, usando critérios próprios.

Sudeste

Em São Paulo, doentes crônicos recebem a vacina a partir de 10 de maio. Nessa primeira etapa vão ser atendidos doentes renais, pessoas com Síndrome de Down e transplantados.

Nesta segunda-feira (3), o Rio de Janeiro começa a vacinar pessoas da categoria. Por lá, em cada dia, uma idade vai ser comtemplada. Começando com mulheres e homens de 56 anos até 52. A imunização dessas pessoas deve durar até sábado (8) e a lista de comorbidades é a mesma definida pelo PNI.

Em Minas Gerais, pessoas com 18 a 59 anos com comorbidades, com deficiência permanente cadastradas no Benefício de Prestação Continuada (BPC), gestante e puérperas já podem se inscrever para receber a vacina. No entanto, o estado ainda não possui uma data certa para a imunização desse grupo.

O Espírito Santo começou a vacinar nesta segunda pessoas com 18 a 59 anos que possuam: síndrome de Down, doença renal crônica, fibrose cística e obesidade mórbida, além de gestantes e puérperas.

Sul

No Rio Grande do Sul, pessoas com comorbidades passaram a receber a vacina neste sábado (1º). No estado, todos que entram na lista do PNI podem tomar o imunizante. É necessário uma cópia do atestado médico.

No Paraná, o critério de idade passado pelo Ministério da Saúde vai ser seguido. O grupo vai receber o imunizante após idosos com mais de 60 anos, mas a data certa em que isso vai ocorrer ainda não foi passada. Santa Catarina deve divulgar o cronograma ainda nesta segunda-feira (3).

Centro-oeste

Você viu?

No Distrito Federal, a primeira dose da vacina está prevista para começar na próxima terça-feira (4) em pessoas com síndrome de Down, com deficiência cadastradas no Benefício de Prestação Continuada (BPC), pacientes que fazem terapia renal substitutiva (hemodiálise) e gestantes com comorbidade.

Em Goiás, pessoas com síndrome de Down, grávidas e puérperas começam a vacinação nesta semana. No entanto, cada município deve definir uma data específica. Já no Mato Grosso, quem tem 59 anos de idade e é portador de comorbidade também pode tomar a vacina nesta segunda-feira.

No Mato Grosso do Sul, pessoas com comorbidades e que possuem 57 e 58 anos começaram a se vacinar contra covid. Já em Pernambuco, transplantados de órgão sólido ou de medula óssea, pessoas com Síndrome de Down, pessoas vivendo com HIV, pessoas com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise) e obesidade mórbida, entre 18 e 59 anos, também já podem receber a vacina.

Nordeste

Sergipe inicia nesta segunda a primeira dose da vacina de alguns grupos com comorbidade: pessoas com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise) de 18 a 59 anos, gestantes e puérperas com comorbidades, a partir de 18 anos; pessoas com comorbidades de 59 anos e pessoas com deficiência permanente cadastradas no Programa de Benefício Prestação Continuada (BPC) de 59 anos.

Na Bahia, a vacinação ocorrerá em pessoas com doenças crônicas de 59 a 55 anos e pessoas com deficiência permanente cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC) de 59 a 55 anos. Também está autorizada a imunização das gestantes e puérperas que comprovem a existência de comorbidades, independentemente da idade. O processo começou neste domingo.

No Rio Grande do Norte, pessoas com Síndrome de Down, gestantes e puérperas com comorbidades, diabéticos entre 55 e 59 anos e pessoas com doença renal crônica podem tomar a vacina nessa segunda. No Maranhão, o cadastro já está aberto, mas ainda não há data para vacinação do grupo. Pará já vacina pessoas com Síndrome de Down.

O estado do Piauí receberá, na tarde desta segunda-feira (3), 96.850 doses de vacinas para imunização contra a Covid-19. Com esses imunizantes, o estado dará início à vacinação do grupo de pessoas com comorbidades (de 55 a 59 anos), gestantes e puérperas (18 a 59 anos) e pessoas com Síndrome de Down (18 a 59 anos).

A Paraíba começa a dar vacina para pessoas com mais de 45 anos que possuam comorbidade a partir desta segunda. O mesmo ocorre no Ceará, mas só na capital do estado e com pessoas de todas as idades. Em Alagoas, com um cronograma definido por datas, passam a ser imunizadas com a primeira dose pessoas do grupo prioritário com idade entre 58 e 56 anos.

Norte

Amapá já vacina quem possui comorbidade em qualquer faixa-etária acima de 18 anos. No Amazonas, o processo já está bem avançado e já contempla pessoas com idade entre 45 e 49 anos que possuam comorbidades. Rondônia já vacina pessoas com Síndrome de Down. Em Roraima, o governo ainda aguarda mais doses para começar a vacinação do grupo. O mesmo ocorre no Tocantins. Já o Acre segue vacinando o grupo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários