null
Marcelo Casal Jr/ Agência Brasil
undefined


O Ministério da Saúde enviou à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) o pedido para autorização do autoteste de Covid-19 no Brasil. O exame, popular em países da Europa e nos Estados Unidos, é proibido em território nacional por uma resolução da Anvisa.


O governo federal já havia anunciado que faria o pedido , mas o formalizou nesta quinta-feira (13). De acordo com a CNN Brasil, a pasta defende que o autoteste é importante para a "prevenção de novas infecções e que a prevenção por vacina e medidas não-farmacológicas sejam devidamente recomendadas".


A GloboNews acrescenta que a nota técnica da pasta indica que o público-alvo será qualquer indivíduo, seja ele sintomático ou assintomático que deseje se testar. O ministério também recomenda que o autoteste seja utilizado de forma complementar, como uma estratégia de triagem, e que as pessoas façam o isolamento caso o resultado indique a infecção.

Leia Também


Além disso, a pasta argumenta que o autoteste é efetivo no contexto epidêmico para ampliar oportunidades de testagem, não sobrecarregar serviços de saúde e permitir que as pessoas não voltem a sair de casa durante o período de transmissão do vírus.


A Anvisa ainda não se posicionou publicamente após a formalização do pedido, mas, em meio às discussões crescentes sobre o assunto, a agência publicou uma nota na última sexta-feira (7). No texto, a Anvisa explica que a aprovação depende de "políticas de saúde para assegurar a cobertura integral de assistência ao usuário".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários