Com a confirmação do primeiro caso de covid-19 no Brasil , muitas pessoas se tornaram mais preocupadas com a doença causada pelo novo coronavírus. Entre as dúvidas mais comuns está o questionamento sobre a eficácia da vacina contra a gripe para impedir a infecção com o vírus. Afinal, a relação faz sentido? 

Leia mais: Coronavírus chegou ao Brasil; saiba como se proteger

vacina
shutterstock
Vacina contra gripe pode facilitar diagnóstico de coronavírus

Embora existam muitos sintomas semelhantes, os vários tipos de gripe que circulam no Brasil possuem uma prevenção distinta da nova doença. Ou seja: a vacina não tem efeito contra covid-19. Apesar disso, o Ministério da Saúde  antecipou a campanha de vacinação e diz que a imunização pode ajudar no diagnóstico do coronavírus

“Saber que a pessoa com suspeita da nova doença já tomou a vacina contra gripe facilita na identificação dos sintomas por eliminação”, explicou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, em coletiva de imprensa na quarta-feira (26). O ministro lembrou que sintomas como febre e tosse - que são sinais de alerta para o coronavírus - também podem apontar uma gripe. 

Tradicionalmente, a vacinação está prevista para começar entre a última quinzena de março e o início de abril, uma vez que maio é um mês marcado pelo aumento nos casos de doenças respiratórias . "Se tivermos como antecipar, podemos começar pelo Rio Grande do Sul. O inverno chega um mês antes no Sul do Brasil", afirmou o ministro, reforçando que não há garantias de antecipação. 

Apesar de a vacina contra a gripe não ser uma medida de imunização eficaz e o mundo ainda estudar a criação de uma vacina específica contra a covid-19, existem  cuidados essenciais de prevenção contra o coronavírus . Confira as recomendações: 

Leia também: Proteção contra coronavírus: máscaras cirúrgicas são a melhor escolha?

  • Evitar contato próximo com pessoas que tenham sintomas de infecção respiratória aguda;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal;
  • Manter ambientes bem ventilados.


    Veja Também

      Mostrar mais