TEERÃ - O Irã anunciou outras nove mortes pelo coronavírus, neste sábado (29), o que eleva o número total de óbitos para 43. Os dados oficiais, entretanto, são confrontados por fontes no sistema de saúde iraniano. Segundo a BBC Persian, o número de mortes pelo novo coronavírus no Irã chegou a 210 nesta sexta-feira (28).

Leia também: Em 48h, cientistas brasileiros conseguem fazer sequência genética do coronavirus

mulher com teste de coronavírus arrow-options
shutterstock
As mortes por coronavírus aumentam no Irã e os números divergem

"Infelizmente, nove pessoas morreram pelo vírus nas últimas 24 horas. O número de mortos é de 43 agora. Os novos casos infectados confirmados desde ontem são 205, o que eleva o número total de pessoas infectadas confirmadas a 593" no sábado, disse o porta-voz do Ministério da Saúde, Kianuch Jahanpur, em entrevista coletiva na televisão.

A maior parte dos casos estão concentrados na capital, Teerã , e nas cidades de Qom , onde a epidemia começou, e Gilan. O país chegou a ser acusado pelos Estados Unidos de omitir as verdadeiras dimensões da disseminação do novo coronavírus no território persa, em especial pela proporção de mortes por casos registrados, bem superior à da maioria dos países.

Leia também: Coronavírus: idosos são grupo de risco e exigem cuidados em dobro na prevenção

Michael Ryan, o diretor-executivo do programa de emergências da Organização Mundial da Saúde (OMS), já havia afirmado nesta semana que a taxa de mortalidade de 10% no Irã se deve, muito provavelmente, à subnotificação de casos mais leves de Covid-19 .

Também nesta sexta-feira, o governo do Irã anunciou o fechamento das escolas do país por três dias e reconheceu que o país viveu uma semana "difícil" no combate ao coronavírus. As rezas programadas por hoje foram canceladas em 23 das 31 capitais de províncias, incluindo Teerã, e nas cidades sagradas de Qom e Mashhad.

Somente nessa semana, a vice-presidente de Mulheres e Assuntos Familiares, Massoumeh Ebtekar , o vice-ministro de Saúde, Iraj Harichi e dois parlamentares foram diagnosticados com Covid-19. Além disso, um dos clérigos mais importantes do país, Hadi Khosroshahi, morreu na última quinta-feira em decorrência da doença.

Leia também: Cai para 66 número de suspeitas de coronavírus em São Paulo

O Irã emergiu como uma fonte regional do vírus, concentrando o maior número de casos no Oriente Médio. A maior parte dos casos confirmados na região estão ligados à nação persa.

    Veja Também

      Mostrar mais