Após a confirmação dos primeiros casos de coronavírus (covid-19) no Brasil, muitas farmácias passaram a notificar o esgotamento de produtos como álcool gel e máscaras cirúrgicas. Enquanto esses itens se tornam queridinhos, porém, muitas pessoas já buscam substitutos ou aliados na higiene e limpeza dos ambientes. Mas afinal, o que funciona contra o vírus? 

Leia mais: Coronavírus: voce pode estar infectado e não saber, diz David Uip ao iG

limpeza arrow-options
Thinkstock Photos
Produtos de limpeza em geral são eficazes contra coronavírus

De uma maneira ampla, todos os produtos que contém álcool em sua composição seriam eficazes contra o coronavírus . Isso porque, assim como outros patógenos, o vírus conta com uma camada protetora de gordura que é sensível ao álcool. Sem essa camada, ele fica vulnerável e morre. Alguns produtos, porém, exigem a maneira correta de serem utilizados ou não tem função apropriada para combate ao vírus.

O que vale ou não usar contra o novo coronavírus

Sabonetes antibacterianos

Principalmente no Brasil, existe um senso comum que muitas vezes acredita que os sabonetes antibacterianos são mais “fortes” do que o produto comum. A verdade, porém, é que pelo menos quando o assunto é coronavírus, não há diferença efetiva em comparação aos demais sabonetes.

Ideal mesmo é não esquecer de lavar as mãosda maneira correta e por pelo menos 20 segundos - principalmente após usar o banheiro, antes das refeições e depois de espirrar ou tossir. 

Álcool 70% 

Diante do esgotamento do álcool gel nas farmácias e supermercados, o álcool 70% se torna um bom substituto. De acordo com o Centro de Controle de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, a recomendação contra o coronavírus são produtos com mais de 60% de álcool na composição, o que decididamente inclui o álcool 70%.

Leia mais: Nem máscaras nem remédios! Lavar as mãos é melhor defesa contra coronavírus

Devido à sua consistência líquida, porém, esse produto é mais indicado para desinfetar objetos e móveis em vez da higiene das mãos. Utilize um pano limpo com álcool 70% para limpar regularmente a tela do seu celular e objetos pessoais como jóias e bijuterias, por exemplo. 

Água sanitária 

Higienizar objetos de uso frequente e ambientes domésticos é uma das recomendações de prevenção listadas pelo Ministério da Saúde. Para ajudar nessa missão, a água sanitária é uma forte aliada, uma vez que uma pequena quantidade já é capaz de deixar a superfície livre do coronavírus. 

É importante, porém, ter cuidado com o contato entre o produto e a pele - assim como objetivos que entram em contato direto com o corpo - o que pode causar agressões. Nesse caso, dê preferência para o álcool ou a combinação entre água e sabão

Desinfetante 

Assim como no caso da água sanitária, os desinfetantes estão entre os produtos de limpeza cotidianos que são eficazes contra a nova doença. Devido à composição alcoólica, esses produtos são capazes de destruir a membrana protetora do vírus e eliminá-lo já na primeira aplicação. 

Enxaguante bucal

Há algumas semanas, uma corrente nas redes sociais afirmava que o uso frequente de enxaguante bucal poderia afastar os riscos de infecção por coronavírus . A informação, porém, foi desmentida pelo Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro e pelo sistema de checagem do Ministério da Saúde. 

De acordo com os profissionais, embora o produto seja eficaz para a prevenção da placa bacteriana e de outros diversos problemas bucais, não surte efeito contra o contágio, uma vez que a quantidade de álcool em sua composição é pequena. Além disso, o vírus não seguir alojado na superfície bucal, tornando a prevenção ainda mais eficaz. O mesmo vale para soluções salinas para descongestão nasal. 

    Veja Também

      Mostrar mais